top of page
VozRibatejana.gif
CMB 252x115-2.jpg
Voz_Rib_178x66mm-01.jpg
  • Joel Balsinha

Duas grandes-penalidades no fim “tramam” Alverca


Com duas grandes-penalidades sofridas nos últimos minutos, o Futebol Clube de Alverca perdeu, em casa, com a Académica de Coimbra. Os ribatejanos somam um ponto em dois jogos disputados e têm deslocação complicada às Caldas da Rainha no próximo fim-de-semana.


Na recepção à Académica, na noite de sábado, o Alverca entrou mais perigoso e registou a primeira oportunidade de golo logo aos três minutos de jogo. O guarda-redes Carlos Alves atento ao desenrolar da jogada do ataque alverquense impediu o golo.


Em resposta, os da ‘briosa’, através do avançado Juan Perea, efetuaram um remate cruzado que passou muito próximo da baliza de Luís Ribeiro. A dupla atacante do Alverca provocava muita intranquilidade à defesa coimbrã, remetendo os academistas à sua defesa, mas não conseguiu aproveitar as hipóteses criadas.


A meio do primeiro tempo, a tendência do jogo mudou com os visitantes a manterem a calma e a posse de bola. Os “estudantes” conseguiram algum domínio, mas o guardião do Alverca impediu problemas de maior. O Alverca só criou perigo por intermédio do capitão de equipa Jorge Bernardo, aos 33 minutos, na cobrança de um livre lateral.


A segunda parte começou com o FC Alverca ao ataque com Rui Batalha quase a marcar. O corte de bola do defesa Diogo Amaro manteve o zero a zero no placard. Aos 58 minutos, Diogo Ramos cabeceou ao lado da baliza da Académica.


Passado um minuto, o avançado marroquino, recentemente ao serviço dos ribatejanos, Khalid Hachadi, mostrou os seus atributos com um remate forte à barra. A expressão água mole em pedra dura tanto bate que até que fura aplica-se bem neste momento no Complexo Desportivo de Alverca já que aos 68 minutos chega o tão esperado golo.


O marcador de serviço foi João Lucas depois do cruzamento de Iago Oliveira. Um remate cruzado do defesa esquerdo, que ainda toca em Diogo Amaro antes de seguir para o fundo das redes de Carlos Alves. Sucederam-se, então, as substituições nas duas equipas.


E quando o Alverca parecia embalado para a primeira vitória, aconteceu o impensável. Ao minuto 87, o árbitro assinala grande-penalidade contra o Alverca por mão de Vitinho dentro da grande área. Chamado a converter o penalti, Juan Perea empatou o encontro aos 89.


Nos ribatejanos saltou do banco o lateral Vítor Bruno para a posição de Pedro Jesus. Mas desenrolados mais dois minutos o árbitro marca nova grande-penalidade contra o Alverca, agora por mão na bola de Venaque. O castigo máximo voltou a ser convertido pelo academista Juan Perea aos 94.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Comentários


anuncio5.jpg
BRN3C2AF4C72910_038798-page-001_edited.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheita 16 de abril ESFC vs.jpg
bottom of page