• Joel Balsinha

Alverca empata com Torreense e adia sonho da II Liga


Futebol Clube de Alverca e do Sport Clube União Torreense empataram a zero, ao final da tarde de domingo, em jogo da última jornada da primeira fase do Campeonato de Portugal. Com este resultado, a equipa de Torres Vedras ganhou a Série F e conseguiu o apuramento para a fase de acesso à II Liga. O Alverca somou apenas menos um ponto e vai discutir o acesso à futura III Liga numa série com União de Santarém,


Condeixa e Marinhense. Duas destas equipas terão lugar na primeira edição da nova III Liga, na temporada 2021/2022, e o Alverca tem boas condições para conseguir o apuramento, frente a equipas que ficaram entre o terceiro e o quinto lugares das suas séries. O primeiro jogo disputa-se no fim-de-semana de 24 e 25 de Abril e esta fase final decorre até final de Maio, com a disputa das seis jornadas previstas. No domingo,


o Alverca-Torreense era decisivo e os alverquenses precisavam de ganhar para terem acesso à fase que vai determinar quais são as duas equipas que sobem à ambicionada II Liga. O arranque da partida revelou um jogo muito mastigado a meio do terreno com o primeiro remate, sem perigo e com pouca força, a pertencer a Rui Pereira (Alverca) numa primeira tentativa de alvejar a baliza adversária.


O conjunto visitante não teve nenhuma oportunidade no ataque contrastando com os ribatejanos bastante dominantes, a recuperar as segundas bolas e a fazê-las circular pelos seus jogadores. Aos nove minutos, Ricardo Rodrigues, num remate de primeira sem bater na relva, alvejou com perigo às redes de Marcelo Valverde. Três minutos depois nova jogada de Angel Torres, com a bola a percorrer toda a linha de golo e a


sair ao lado do poste direito. O Torrense, orientado por Filipe Moreira com uma postura mais defensiva, só precisava do empate e foi aguentando as investidas. No segundo tempo, o Alverca mostrou-se mais acutilante e conseguiu quatro cantos consecutivos, encostando o Torreense à sua defesa. Aos 71 minutos, Ricardo Rodrigues teve no pé esquerdo, numa jogada de ataque,


uma das melhores oportunidades para marcar, mas o remate saiu por cima da trave. O técnico Toni Pereira (Alverca) fez várias mexidas na equipa, tentando refrescar o ataque, com as entradas de Jefferson Nem, Filipe Ryan e Jonata, mas sem sucesso e o nulo manteve-se até final, apesar da muita pressão alverquense


na última meia-hora. O Torreense festejou o empate e o acesso à fase da subida e, no final, Filipe Moreira, técnico da equipa de Torres Vedras, fez questão de prestar homenagem ao malogrado Alex Apolinário, com a sua equipa a fazer um minuto de silêncio, no centro do campo (Foto de Arquivo).


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações