• Jorge Talixa

Murais do caminho ribeirinho foram vandalizados


Alguns dos murais de arte urbana do caminho pedonal ribeirinho que liga Vila Franca de Xira a Alhandra foram vandalizados no passado sábado. A Câmara vila-franquense repudia estes actos e já presentou queixa-crime na PSP.

Os actos de vandalismo, desenvolvidos provavelmente na madrugada de dia 13, visaram, entre outros, os painéis dedicados à tauromaquia e aos escritores Alves Redol, Álvaro Guerra e Soeiro Pereira Gomes.

A Câmara de Vila Franca de Xira manifestou “o seu total repúdio” pelos actos de vandalismo ali praticados “em diversos murais da autoria do artista plástico Vile” e sublinha que “estas obras de arte urbana prestam homenagem a diversos símbolos da cultura vila-franquense, desde a cultura tauromáquica aos autores literários mais prestigiados do concelho”.

Frisando que estes trabalhos de Vile “valorizam em termos estéticos e patrimoniais o próprio espaço público em que estão inseridos”, a edilidade vila-franquense considera que “o vandalismo a que foram sujeitos estes murais demonstra total desrespeito por estes símbolos culturais,

pelo trabalho do artista local que os criou e pela própria população do concelho de Vila Franca de Xira”. Constituem, por isso, “um crime”, e nesse sentido, a Câmara anuncia que “já apresentou queixa formal junto das autoridades competentes”.

Saiba mais na edição de 17 de Junho do Voz Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações