• Jorge Talixa

Vandalismo nos elevadores preocupa Vila Franca


A Câmara de Vila Franca de Xira solicitou ao comando da PSP que reforce a vigilância de vários elevadores públicos do concelho que têm sido alvo de sucessivos actos de vandalismo. Os últimos casos envolvem um dos elevadores da passagem superior de acesso à biblioteca e ao cais de Vila Franca, que já foi danificado por duas vezes nas

últimas semanas. A demora na substituição dos elevadores da estação ferroviária da sede de concelho é outra preocupação. O assunto foi colocado na reunião camarária desta quarta-feira, com Nuno Libório, vereador da CDU, a lembrar a necessidade dos elevadores da passagem superior pedonal existente junto à estação e a vincar que a

empreitada de substituição dos antigos elevadores deveria ter ficado concluída a 21 de Dezembro e já leva mais de um mês de atraso. “Esta infra-estrutura serve utentes da estação, do jardim municipal, do pavilhão do Vilafranquense e, muito especialmente, a comunidade avieira. Pergunto quais são os motivos para este atraso e se há razões

para continuarmos preocupados relativamente ao serviço desta infra-estrutura”, sustentou Nuno Libório, questionando, também, se a passagem de acesso à Biblioteca Municipal-Fábrica das Palavras se tem mantido a funcionar 24 sobre 24 horas e se tem constituído uma alternativa à passagem da estação. José António Oliveira, vice-

presidente da Câmara vila-franquense, observou que tem acompanhado o assunto e que a informação que tem do director-regional da Infraestruturas de Portugal (IP) é que houve algum atraso devido à quadra festiva do final do ano e à demora na chegada de materiais que vieram do estrangeiro. “Um dos elevadores, segundo o próprio director-

regional, está pronto e sobre o outro irá informar a Câmara”, explicou José António Oliveira, frisando que reuniu, já esta semana, com o intendente Paulo Flor, comandante da Divisão Policial de Vila Franca de Xira, a quem solicitou um reforço da vigilância de vários elevadores, especialmente dos elevadores da passagem de acesso à biblioteca

e à frente ribeirinha de Vila Franca. “Um dos elevadores estava completamente destruído, uma das portas foi completamente vandalizada. Equacionámos a hipótese de ter aqueles elevadores a funcionar 24 sobre 24 horas e, depois, deparamo-nos com este tipo de situações”, lamentou o eleito do PS.

Saiba mais na Edição impressa de 29 de Janeiro do Voz Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações