• Jorge Talixa

Vilafranquense conquista um ponto no Porto


A União Desportiva Vilafranquense conseguiu, este sábado, um bom empate no terreno do Futebol Clube do Porto B, em partida da sétima jornada da II Liga. Um resultado ainda mais saboroso para a equipa ribatejana, porque o golo da igualdade foi obtido já

no último minuto dos descontos, numa grande penalidade convertida por Wilson.

Um ponto importante para o Vilafranquense, que soma agora sete pontos em oito jogos e aproxima-se do meio da tabela. Pela segunda jornada consecutiva, a equipa de Vila Franca de Xira consegue golos importantes ao minuto 96 (bateu assim a Oliveirense por

3-2), o que significa que luta até ao fim. No jogo deste sábado, disputado na casa do Porto B (estádio de Pedroso, no concelho de Vila Nova de Gaia), o Vilafranquense entrou melhor e João Vieira conseguiu mesmo criar algumas jogadas de perigo nos minutos iniciais. Ao minuto 9, a equipa de Vila Franca beneficiou de dois pontapés de

canto consecutivos, mas, paulatinamente, o FC do Porto B foi reagindo e controlando mais a partida. Ao minuto 28, os nortenhos conseguiram mesmo meter a bola no fundo das redes de Maringá, mas o golo foi anulado porque Marius levantou muito o pé e atingiu mesmo a cabeça do central Denis Martins, que foi assistido durante alguns

minutos fora das quatro linhas. Até ao intervalo, o jogo decorreu equilibrado e, na segunda metade, o Vilafranquense voltou a entrar melhor, mas foi o Porto B a marcar ao minuto 64, numa boa jogada de Marius (internacional do Chade), que rodou à entrada da área e atirou rasteiro, fora do alcance do guardião Maringá. Tentou reagir o

Vilafranquense, o técnico Filipe Oliveira fez duas substituições de uma assentada, com as entradas de Wilson e de Marco Grilo, mas as oportunidades de golo escasseavam. Ao minuto 78, a equipa de Vila Franca teve que “queimar” a terceira substituição, com a saída do central Kassio, lesionado, e a entrada de Alan Bidi. O resultado parecia feito,

mas o Vilafranquense nunca desistiu. João Vieira continuou a ser o mais perigoso e, já no dealbar dos descontos, o árbitro marcou a grande-penalidade que deu o golo da igualdade, marcado por Wilson, avançado brasileiro que é um dos melhores marcadores da II Liga com cinco golos.

Saiba mais na Edição impressa de 30 de Outubro do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações