Alverca contesta sanções da Federação de Futebol

A equipa principal do Futebol Clube de Alverca (FCA) corre riscos de perder três pontos na secretaria devido às regras de habilitação dos treinadores. O conselho de disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) puniu o clube alverquense com a perda de 3 pontos e com cinco jogos à porta fechada. O FCA recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto e pediu uma reunião urgente à FPF.

 

Foi punido, no passado mês de Dezembro, com a perda de três pontos e com a realização de cinco jogos à porta fechada por alegada utilização irregular do seu treinador. O clube alverquense recorreu para o TAD (Tribunal Arbitral do Desporto), iniciativa que, para já, suspende a execução das sanções aplicadas pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF), e aguarda uma decisão final. Em causa está

 

o facto do técnico António Trindade (Tópê) estar habilitado com o chamado Nível I de formação, quando a FPF exige pelo menos o Nível II aos treinadores do Campeonato de Portugal. Por situação semelhante está a passar o Casa Pia. Fonte do FCA explica que, à semelhança do que acontece até com equipas da I e da II ligas, nas folhas de jogo como treinador principal aparecia o nome de Pedro Capucha

 

e o de Tópê como adjunto. O problema terá surgido por uma alegada denuncia referindo que nalguns jogos Tópê teria estado em pé a dar indicações para dentro do campo, o que não será permitido à luz dos regulamentos. Em comunicado, a direção do Alverca solidariza-se com o Casa Pia e com os seus técnicos, face ao castigo imposto pelo Conselho de Disciplina da FPF. “Trata-se de uma medida

 

ilegal, cujo alcance financeiro e disciplinar prejudica os clubes de uma forma que pode comprometer a sua necessária estabilidade. A Federação Portuguesa de Futebol, enquanto entidade reguladora, deve zelar pelo cumprimento das normas que regem a atividade dos clubes e seus colaboradores, mas não pode perder de vista o esforço de sobrevivência que muitos fazem para manter o

 

interesse e a integridade da competição”, sublinham os responsáveis do FCA, considerando que “completamente absurdo” o valor da multa aplicada ao clube. “De momento, a direção do Alverca procedeu ao pagamento dessa multa e mantém-se o incrível prejuízo de três pontos, conquistados pela nossa equipa, com esforço e valor. É nossa convicção que esses três pontos nos serão devolvidos e,

 

com isso, será imposta a normalidade competitiva, posta em causa, pela decisão do Conselho de Disciplina. Encontra-se suspensa, por ação do TAD, após recurso apresentado pela direção do Alverca, a medida imposta de cinco jogos à porta fechada, assim como a suspensão aplicada ao nosso treinador”, acrescenta o mesmo comunicado.

 

Saiba mais na Edição impressa de 30 de Janeiro do Voz Ribatejana

 

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Please reload

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Please reload

Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site
Please reload

Contador de Visualizações

© 2017 por Voz Ribatejana. Todos os direitos reservados.

Informações

Voz Ribatejana - Quinzenário regional

Sede da Redacção e Administração: Centro Comercial da Mina, Loja 3 - Apartado 10040 / 2600-126 Vila Franca de Xira Telefone geral – 263 281329

Correio Electrónico: vozribatejana@gmail.com director.vozribatejana@gmail.com redaccao.vozribatejana@gmail.com comercial.vozribatejana@gmail.com
Proprietário: Jorge Humberto Perdigoto Talixa

Editor: Voz Ribatejana, Lda

Director: Jorge Talixa (carteira prof. 2126)

Editor Multimédia: Rui Miguel Ferreira Talixa

Redacção: Carla Ferreira (carteira prof. 2127), Joel Balsinha, Hugo Clarimundo, Jesus Lourenço, Hipólito Cabaço, Paula Gadelha (cart. prof 9865)

Área Administrativa e Comercial: Isabel Pinto, Júlio Pereira (93 88 50 664), Afonso Braz (93 66 45 773), Carlos Pinto (96 44 70 639)

Assinaturas: Portugal – 1 ano (24 números) 12 euros - Resto da Europa - 1 ano 40 euros Registo de Imprensa na ERC: 125978

Impressão: Coraze
Redacção: Centro Comercial da Mina, Loja 3 2600 Vila Franca de Xira - Telefone - 263 281 329 . Telemóvel - 96 50 40 300