Concurso da Palha Blanco está em tribunal

16/11/2018

O último concurso para a concessão da Palha Blanco está a gerar controvérsia com um dos concorrentes a levar o caso a tribunal, alegando irregularidades na atribuição da exploração. A providência cautelar teve decisão na semana passada e deu razão à Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca de Xira (SCMVFX). Mas em tribunal decorre ainda uma acção principal. Para a organização dos espectáculos realizados em 2018, a SCMVFX optou por ajustes directos. O concurso, recorde-se, contou com sete propostas concorrentes e a mesa administrativa da SCMVFX decidiu atribuir a gestão da praça à empresa Colina Fresca, liderada pelo empresário Ricardo Levesinho. A deliberação da SCMVFX acabou, no entanto, por não se revelar pacífica, porque um dos concorrentes,

 

exactamente o que apresentara a proposta de maior valor, decidiu contestar a decisão em tribunal, entregando uma providência cautelar e uma acção principal no Tribunal Administrativo do Círculo de Lisboa (TACL). Desde então o caso tem andado pelos tribunais e só no passado dia 6 foi conhecida a decisão judicial relativa à providência cautelar. Por resolver  está, ainda, a designada “acção principal”, processo que poderá demorar anos a decidir. Certo é que, perante esta situação, a SCMVFX decidiu, ao longo deste ano de 2018, atribuir a organização dos espectáculos por ajuste directo ao empresário Ricardo Levesinho.

 

Na próxima temporada taurina será a nova mesa administrativa (eleições previstas para Dezembro) a decidir o que fazer. De acordo com a decisão da juíza do TACL que apreciou a providência cautelar a empresa Ovação e Palmas Unipessoal interpôs uma providência cautelar pedindo a suspensão da eficácia do acto de adjudicação da exploração da Palha Blanco nos anos de 2018 e 2019, alegando, entre outros factos, que os concorrentes “foram tratados de forma desigual”. A SCMVFX contestou e a juíza responsável acabou por recusar a providência cautelar, considerando o seu “carácter infundado e não provado”.

 

Saiba mais na Edição impressa de 14 de Novembro do Voz Ribatejana

 

Tags:

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Please reload

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Please reload

Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site
Please reload

Contador de Visualizações

© 2017 por Voz Ribatejana. Todos os direitos reservados.

Informações

Voz Ribatejana - Quinzenário regional

Sede da Redacção e Administração: Centro Comercial da Mina, Loja 3 - Apartado 10040 / 2600-126 Vila Franca de Xira Telefone geral – 263 281329

Correio Electrónico: vozribatejana@gmail.com director.vozribatejana@gmail.com redaccao.vozribatejana@gmail.com comercial.vozribatejana@gmail.com
Proprietário: Jorge Humberto Perdigoto Talixa

Editor: Voz Ribatejana, Lda

Director: Jorge Talixa (carteira prof. 2126)

Editor Multimédia: Rui Miguel Ferreira Talixa

Redacção: Carla Ferreira (carteira prof. 2127), Joel Balsinha, Hugo Clarimundo, Jesus Lourenço, Hipólito Cabaço, Paula Gadelha (cart. prof 9865)

Área Administrativa e Comercial: Isabel Pinto, Júlio Pereira (93 88 50 664), Afonso Braz (93 66 45 773), Carlos Pinto (96 44 70 639)

Assinaturas: Portugal – 1 ano (24 números) 12 euros - Resto da Europa - 1 ano 40 euros Registo de Imprensa na ERC: 125978

Impressão: Coraze
Redacção: Centro Comercial da Mina, Loja 3 2600 Vila Franca de Xira - Telefone - 263 281 329 . Telemóvel - 96 50 40 300