• Jorge Talixa

Vilafranquense reduzido a 10 empata com o Anadia


Ainda não foi desta que a União Desportiva Vilafranquense bateu o Anadia, mas a exibição deste domingo foi bastante mais positiva. O jogo da nona jornada do Campeonato de Portugal terminou empatado a um golo, com a equipa de Vila Franca a jogar reduzida a dez jogadores durante quase uma hora. O brasileiro Maycon marcou o golo da igualdade (foto). Depois da exibição bastante descolorida da semana anterior e da derrota perante o mesmo Anadia por expressivos 0-4 (Taça de Portugal), a União Desportiva Vilafranquense partiu para a partida deste domingo apostada em dar outra imagem do seu valor. Mas não pôde contar com os avançados Giovani e Wilson, ambos lesionados, o que limitou as opções do treinador Vasco Matos,

de regresso ao banco depois de cumprir um jogo de castigo. Certo é que o jogo começou repartido e com muito poucas jogadas de perigo, até que ao minuto 29, o guardião Rodrigo largou uma bola dentro da área e embrulhou-se com um avançado do Anadia, que acabou por cair. O árbitro apontou a marca da grande-penalidade e mostrou o cartão vermelho ao jovem guardião do Vilafranquense. A equipa ribatejana ficou assim reduzida a 10 elementos e foi obrigada a “queimar” a primeira substituição, com a entrada do guarda-redes suplente Emanuel para o lugar de Ragner. Entrado a frio, Emanuel não conseguiu travar o remate de Maurício e o Anadia fez o 0-1 ao minuto 31. Até final da primeira parte, a toada de jogo manteve-se, com o Anadia a apostar mais na contenção e o Vilafranquense a não criar perigo.

Com o arranque da segunda parte, o jogo manteve-se dividido e só a partir do minuto 60 é que o Vilafranquense conseguiu acelerar e pressionar mais o Anadia. O facto de jogar com menos um elemento não se fazia notar e a equipa ribatejana, progressivamente, foi ganhando o meio-campo e empurrando o Anadia para zonas defensivas. Até que, ao minuto 69, na sequência de um livre bem marcado por Luís Pinto, o central brasileiro Maycon subiu mais alto e fez o golo da igualdade. Animado pelo empate, o Vilafranquense carregou ainda mais nos minutos seguintes e esteve perto do 2-1. Depois, o jogo voltou a entrar numa toada de equilíbrio e não houve mais golos. Tendo em conta as contingências da partida, o resultado acaba por ser positivo para equipa de Vila Franca que, no próximo fim-de-semana, tem deslocação difícil ao terreno da União de Leiria.

Saiba mais na Edição impressa de 31 de Outubro do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações