Assembleia chumba projecto para proibir touradas

06/07/2018

 

A Assembleia da República rejeitou, esta sexta-feira, por larga maioria, o projecto de lei apresentado pelo PAN-Pessoas Animais e Natureza, que previa a abolição/proibição da realização de corridas de toiros em Portugal. Num universo de 230 deputados, a proposta recolheu 30 votos favoráveis. Doze dos deputados presentes optaram pela abstenção e os restantes votaram contra. A discussão da iniciativa parlamentar levou à Assembleia muitos aficionados e autarcas da região. Mas, como se previa, a proposta de “proibição” não foi apoiada pelos principais

 

partidos. André Silva, deputado do PAN, contestou o argumento de que os espectáculos tauromáquicos fazem parte da herança cultural portuguesa, considerando que “a tauromaquia consiste na exibição da mais abjecta cobardia de que a espécie humana é capaz: o execrável divertimento com a fragilidade e com a dependência alheias”, afirmou. Já Maria Manuel Rola, deputada do BE, defendeu que “nos dias de hoje não é aceitável a violência sobre os animais muito menos para entretenimento humano”, mas lamentou que o projecto em discussão

 

não previsse as eventuais consequências da sua aplicação, designadamente o que aconteceria aos toiros que estão a ser criados para as touradas. Já Telmo Correia, deputado do CDS-PP, criticou o projecto por “condenar esta gente toda que vive desta actividade” e manifestou-se contra as proibições, lembrando que “também há violência na caça”. O PCP defendeu o respeito pelas opiniões a favor e contra as corridas de toiros, considerando que, com esta proposta, “o PAN não admite que haja outras culturas, só admite os seus padrões culturais”,

 

observou a deputada Angela Moreira, considerando que este projecto abriria um “conflito directo com comunidades inteiras” e que o melhor caminho “é o do respeito pela identidade cultural”. O PSD observou que não é oportuno nem adequado fazer alterações à Lei e o PS considerou que o projecto do PAN é “radical”. “Estamos do lado da liberdade e tolerância”, disse Hugo Costa. Também esta sexta-feira, a Secção de Municípios com Actividade Taurina (SMAT) emitiu um comunicado onde acusa o PAN de pretender “impor na sociedade

 

portuguesa uma visão que não corresponde ao sentimento da comunidade e tão pouco respeita a pedra basilar da democracia representativa que deve assegurar a prossecução dos interesses das populações”. A SMAT recorda que a tauromaquia “está classificada como parte integrante da cultura popular portuguesa", de acordo com Decreto-Lei n.º 89/2014 e que o Estado, central e local, “tem a obrigação constitucional de promover o acesso de todos os cidadãos à cultura (artigo 73º, nº3) e da sua salvaguarda (artigo 78º), sendo o direito à cultura um direito

 

fundamental (artigo 17º)”. Esta Secção, recorde-se, integra 44 municípios de todo o País, incluindo 14 câmaras ribatejanas, 15 alentejanas, cinco açoreanas e outros municípios como Lisboa.

 

Saiba mais na Edição impressa de 18 de Julho do Voz Ribatejana 

 

Tags:

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Please reload

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Please reload

Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site
Please reload

Contador de Visualizações

© 2017 por Voz Ribatejana. Todos os direitos reservados.

Informações

Voz Ribatejana - Quinzenário regional

Sede da Redacção e Administração: Centro Comercial da Mina, Loja 3 - Apartado 10040 / 2600-126 Vila Franca de Xira Telefone geral – 263 281329

Correio Electrónico: vozribatejana@gmail.com director.vozribatejana@gmail.com redaccao.vozribatejana@gmail.com comercial.vozribatejana@gmail.com
Proprietário: Jorge Humberto Perdigoto Talixa

Editor: Voz Ribatejana, Lda

Director: Jorge Talixa (carteira prof. 2126)

Editor Multimédia: Rui Miguel Ferreira Talixa

Redacção: Carla Ferreira (carteira prof. 2127), Joel Balsinha, Hugo Clarimundo, Jesus Lourenço, Hipólito Cabaço, Paula Gadelha (cart. prof 9865)

Área Administrativa e Comercial: Isabel Pinto, Júlio Pereira (93 88 50 664), Afonso Braz (93 66 45 773), Carlos Pinto (96 44 70 639)

Assinaturas: Portugal – 1 ano (24 números) 12 euros - Resto da Europa - 1 ano 40 euros Registo de Imprensa na ERC: 125978

Impressão: Coraze
Redacção: Centro Comercial da Mina, Loja 3 2600 Vila Franca de Xira - Telefone - 263 281 329 . Telemóvel - 96 50 40 300