• Jorge Talixa

Brisa promete acelerar obras na A1 para minimizar transtornos


O presidente da Brisa comprometeu-se, esta sexta-feira, com o presidente da Câmara de Vila Franca de Xira a tomar medidas para que as obras em curso de reabilitação do separador central da Auto-estrada do Norte (A1) fiquem concluídas no final de Agosto, um mês mais cedo do que o anteriormente previsto. Segundo a edilidade vila-franquense, a Brisa concordou com uma reprogramação dos trabalhos, que já não vão parar durante todo o mês de Agosto como estava previsto.

A empresa terá, também, solicitado ao empreiteiro que intensifique as obras. Recorde-se que, na quarta-feira, todas as forças partidárias representadas na Câmara vila-franquense aprovaram uma moção que exige medidas de minimização dos transtornos que a situação está a causar aos utentes. E reclamaram a suspensão da cobrança de portagens entre Alverca e Vila Franca de Xira, como forma de compensar a quebra de qualidade do serviço na A1.

Os trabalhos, iniciados no final de Maio, envolvem a reabilitação do separador central da Auto-estrada do Norte entre Sacavém e Vila Franca de Xira e a melhoria do respectivo sistema de drenagem. Obrigam à supressão da via da esquerda em cada um dos sentidos de circulação, o que tem originado extensas filas no troço da A1 entre Alverca e Santa Iria D’Azóia e nos respectivos nós de acesso. Agora, a Câmara de Vila Franca de Xira diz, em comunicado, que Vasco Mello, presidente do conselho de administração da Brisa, concordou, em em reunião com Alberto Mesquita (presidente da edilidade vila-franquense),

numa reprogramação dos trabalhos em curso, esperando a autarquia que as alterações a introduzir venham a minimizar as consequências desfavoráveis para o trânsito e para os utentes. “De acordo com esta reprogramação, as obras não serão interrompidas em Agosto (exceto na primeira semana), pelo que a intervenção estará concluída no final desse mês e já não haverá obras na A1 no mês de Setembro”, sustenta a Câmara, frisando que a Brisa informou, ainda, que já solicitou ao empreiteiro que proceda à intensificação das obras em curso, para que as mesmas se desenvolvam de forma mais célere.

Na quarta-feira, a Câmara vila-franquense aprovou, por unanimidade, uma moção, apresentada pela CDU, que exigia uma “alteração profunda” do plano de obras por forma a “mitigar os transtornos causados à população”. Nuno Libório, vereador da CDU, disse mesmo que “a Brisa continua a não acautelar os interesses dos utilizadores”, mas que a empresa concessionária tem que perceber que “não é dona disto tudo” e que, nas actuais condições de circulação, a Câmara “deve exigir a suspensão do pagamento de portagens” entre Alverca e Vila Franca de Xira.

Saiba mais na edição impressa de 20 de Junho do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações