• Jorge Talixa

Vila Franca quer obras na A1 feitas de noite


Os trabalhos de reabilitação do separador central da Auto-estrada do Norte (A1) entre Sacavém e Vila Franca de Xira, que a Brisa iniciou no dia 28, estarão a contribuir para o agravamento das condições de circulação na Estrada Nacional 10 (EN10), sobretudo nas freguesias de Alverca, Forte da Casa e Póvoa de Santa Iria. As filas aumentam, sobretudo nas horas de ponta e nas zonas de acesso à A1.

Utentes e autarcas do concelho reclamam medidas e a Câmara solicitou à Brisa que desenvolva esta obras apenas em período nocturno. Mas a empresa concessionária disse, ao Voz Ribatejana, que uma medida desse tipo não será viável, porque os trabalhos implicam a retirada do separador central e a suspensão da circulação nas vias da esquerda, ficando a zona em obra permanentemente vedada com blocos móveis de betão.

A empreitada de “Reabilitação do separador central da A1 entre Sacavém – Alverca – Vila Franca de Xira” está programada para uma duração de quatro meses, entre Maio e Setembro. A Brisa apelou previamente à compreensão dos utentes para eventuais inconvenientes, mas garante que “os possíveis incómodos serão largamente compensados pelo nível de qualidade, segurança e conforto que resultam de uma auto-estrada melhor adaptada às necessidades de quem a utiliza”.

Só que os problemas de circulação nas vias de acesso à A1, sobretudo nas ligações aos nós de Alverca e Santa Iria D’Azóia, agravaram-se bastante nos últimos dias. “São obras que terão uma duração até Setembro e prevêem a supressão das vias da esquerda na auto-estrada, obras que decorrerão em contínuo 24 sobre 24 horas e solicitamos à Câmara que tenha algumas iniciativas no sentido de acautelar o impacto que estão a ter sobre o trânsito e a mobilidade no concelho de Vila Franca de Xira”, disse Nuno Libório, vereador da CDU, na última sessão camarária vila-franquense.

“Quem hoje atravessa a cidade de Alverca e tenta aceder à A1 confronta-se com um trânsito ainda mais complicado do que o habitual”, referiu. José António Oliveira, vice-presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, sublinhou, que a edilidade foi notificada pela Brisa do início dos trabalhos. “Estivemos no local e demos indicações para que fosse notificada a Brisa no sentido de que as obras sejam efectivadas em período nocturno. Solicitámos formalmente à Brisa que a intervenção seja feita em período nocturno e estamos à espera de uma resposta”, explicou.

Saiba mais na Edição impressa de 06 de Junho do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações