• Jorge Talixa

Vilafranquense decepciona e perde com o Casa Pia


Com uma exibição perfeitamente desgarrada e sem fio de jogo, a União Desportiva Vilafranquense saiu, este sábado, vergada do campo do Casa Pia com uma derrota por 3-0. Foi uma das piores exibições da equipa na temporada, na estreia do novo técnico Carlos Pinto, que veio adensar as preocupações quanto à


manutenção na II Liga. Para já, o Vilafranquense ainda mantém quatro pontos de vantagem sobre os lugares de descida, mas ainda faltam 11 jogos e a equipa mostra-se demasiado apática e desconcentrada.

Na visita ao Casa Pia, teoricamente um adversário directo na luta pela manutenção,


o Vilafranquense mostrou demasiadas fragilidades e a equipa parece triste e com falta de confiança. O novo técnico Carlos Pinto mexeu pouco no onze inicial, onde entraram Izata e Vitinho e regressou Vítor Bruno, saindo Marco Grilo, Leo e Mbombo. O jogo revelou-se equilibrado na primeira meia-hora,


mas com muitas perdas de bola e alguma falta de organização das duas equipas. As oportunidades de golo praticamente não aconteceram mas, ainda assim, a equipa ribatejana terminou os primeiros 45 minutos com cinco remates contra apenas dois do Casa Pia – equipa mais consistente que já soma 33 pontos e está


perfeitamente tranquila na tabela. No segundo tempo tudo mudou. O Vilafranquense ainda ameaçou, mas foi o Casa Pia a inaugurar o marcador ao minuto 53, numa jogada rápida pela direita e um cruzamento para a área, onde Malik foi mais rápido que os centrais de Vila Franca e cabeceou para o 1-0.


Tentou reagir Carlos Pinto, mas a aposta numa linha avançada mais numerosa e no jogo em profundidade não resultou de todo. A equipa pareceu não estar preparada para esta opção e as entradas em simultâneo de Carlos Fortes, Leo e Mbombo não surtiram efeito. Pelo contrário, o Vilafranquense perdeu o meio-campo


(saíram Jefferson, Diogo Pinto e Vitinho), perdeu capacidade para ter bola e abriu mais espaços para o contra-ataque do Casa Pia. Fruto disso mesmo, o Casa Pia chegou ao 2-0 o minuto 77, novamente pelo jovem ganês Malik e, a partir daí, a equipa de Vila Franca quebrou definitivamente,


não acreditando na sua capacidade para conseguir um resultado positivo. O Casa Pia continuou a fazer o seu jogo e chegou ao 3-0, ao minuto 86, novamente por Malik. Um resultado francamente negativo para o Vilafranquense, sobretudo pela péssima exibição e pelo conformismo manifestado por alguns jogadores.


Já na próxima quinta-feira a equipa de Vila Franca recebe o Penafiel em jogo em atraso e precisa seriamente de 3 pontos para dar a volta à situação em que caiu nas últimas jornadas.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações