• Jorge Talixa

Vilafranquense bate Mafra e sobe na tabela


A União Desportiva Vilafranquense bateu o Mafra por 2-0, em partida disputada na tarde de domingo. Com este resultado, a equipa ribatejana sobe à décima-primeira posição da tabela com 26 pontos e garante


alguma tranquilidade para os próximos jogos, uma vez que dispõe já de oito pontos de vantagem sobre os lugares que podem levar à descida. No próximo dia 14, o Vilafranquense tem deslocação difícil a Chaves.


Sem grandes novidades no onze inicial, apenas com as entradas do guardião Luís Ribeiro para o lugar de Adriano e de Nenê para o lugar de Fati, a equipa de Vila Franca de Xira revelou-se particularmente eficiente,


sobretudo na segunda parte, e justificou a vitória perante o Mafra, equipa que o Vilafranquense já não conseguia vencer há alguns anos. O jogo começou com maior domínio da equipa mafrense,


com destaque para o extremo Rodrigo Martins, que vai representar o Estoril-Praia na I Liga na próxima época e que tem sido o elemento mais em destaque no Mafra. A equipa da vila do convento tem feito uma boa


temporada, está nas meias-finais da Taça de Portugal, mas há seis jogos que não ganhava para o campeonato. Nos primeiros 20 minutos, o Mafra criou algumas jogadas de perigo,


sobretudo com lançamentos em profundidade pela direita e cruzamentos atrasados, mas a defesa ribatejana foi conseguindo resolver as situações. E, na segunda metade do primeiro tempo, já foi o Vilafranquense a


criar mais perigo, sobretudo por intermédio de Belkheir. Com o intervalo não houve mexidas nas duas equipas e o Mafra voltou a entrar mais pressionante na segunda parte, mas perdeu rapidamente o gás.


E, ao minuto 54, lançado em profundidade por Nené, Belkheir isolou-se e conseguiu rematar por entre as pernas do guardião Miguel Santos, inaugurando o marcador para a equipa de Vila Franca de Xira.


O Mafra acusou o toque e, seis minutos depois, numa nova falha defensiva dos visitantes, uma bola cruzada para a área do lado direito sobrou para Nené, que não foi de modas e fuzilou Miguel Santos.


Com dois golos de vantagem, o Vilafranquense soube gerir o jogo até final e somou três pontos importantes para consolidar a sua situação de tranquilidade, quando ainda faltam treze jogos para o fim do campeonato.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações