• Jorge Talixa

Socialistas concentram pelouros em Vila Franca


Socialistas e sociais-democratas não vão partilhar pelouros na Câmara de Vila Franca de Xira, ao contrário do que aconteceu nos últimos mandatos. Fernando Paulo Ferreira, novo presidente da edilidade vila-franquense, garante que quer trabalhar com todos e que todos são necessários para o muito trabalho que é preciso fazer


no concelho. Mas a CDU já lamentou que o PS tenha optado por “não envolver” os vereadores comunistas. Certo é que os pelouros vão ficar concentrados nos cinco eleitos do PS e que a coligação Nova Geração terá apenas um lugar de vogal no conselho de administração dos SMAS. Quatro dias depois da tomada de


posse, os novos eleitos da Câmara de Vila Franca reuniram, pela primeira vez, na manhã desta sexta-feira, no salão nobre dos Paços do Concelho. A agenda, composta por uma dezena de pontos, previa a divulgação dos pelouros atribuídos e a aprovação das delegações de competências do presidente nos vereadores e


da Câmara no presidente. Foi, também, nomeado o novo conselho de administração dos Serviços Municipalizados de Águas e Saneamento (SMAS). Ao contrário do que sucedeu nos dois mandatos anteriores, a maioria PS que continua a liderar a Câmara de Vila Franca de Xira não atribui pelouros a


vereadores da coligação liderada pelo PSD. Embora mantenha uma maioria relativa, o novo executivo socialista liderado por Fernando Paulo Ferreira (antigo deputado e ex-presidente da Assembleia Municipal) vai apostar numa negociação das principais decisões com a oposição.


Mas o PS e a coligação liderada pelo PSD mantêm, ainda assim, um “entendimento” no plano concelhio, que leva a que eleitos sociais-democratas assumam a presidência de cinco das seis assembleias de freguesia e uma vereadora social-democrata assumirá o lugar de vogal no conselho de administração dos SMAS vila-


franquenses. Na distribuição de responsabilidades agora revelada, Fernando Paulo Ferreira vai ficar, entre outros, com os pelouros do Urbanismo e a Requalificação Urbana, Investimento, Proteção Civil, Turismo e Administração Geral. A vice-presidente Marina Tiago terá a seu cargo a Educação, o Ambiente,


a Gestão dos Espaços Públicos, as Atividades Económicas e os Recursos Humanos. Já o economista Arlindo Dias assume o Planeamento e a Gestão Financeira e Manuela Ralha (única autarca que transita do mandato anterior) mantém a Cultura e vê as suas responsabilidades alargadas à Habitação e à Coesão Social.


João Pedro Baião preside ao conselho de administração dos SMAS e assume, entre outros, pelouros como as Obras, o Apoio ao Movimento Associativo, a Juventude e o Desporto.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações