• Jorge Talixa

Novos eleitos tomaram posse em Vila Franca


Os 44 novos eleitos municipais de Vila Franca de Xira tomaram posse, esta segunda-feira, em cerimónia realizada no auditório do Ateneu Vilafranquense. O PS lidera a Câmara e a Assembleia municipais, neste último caso com maioria absoluta. A socialista Sandra Marcelino foi eleita presidente da Assembleia Municipal. Fernando Paulo Ferreira, novo presidente da Câmara, identificou prioridades como a saúde,


os espaços verdes, o ambiente e a dinamização da economia, da cultura e do desporto. Fernando Paulo Ferreira sublinhou que a população deu uma maioria clara ao PS porque quer a renovação do concelho, o combate às desigualdades sociais, a requalificação do território, habitação mais acessível, a continuidade da política qualificação dos espaços públicos, a dinamização do comércio local e a captação de investimentos


geradores de postos de trabalho. “As pessoas do nosso concelho disseram claramente que aquilo que querem é uma nova centralidade da Área Metropolitana de Lisboa, com as pessoas em primeiro lugar. Estes são desafios em que a população acredita e é nesses objectivos que nos concentraremos já a partir de hoje”, prometeu o presidente da Câmara vila-franquense, realçando também todo o trabalho feito pelo executivo

que agora deixa a edilidade liderado por Alberto Mesquita. Fernando Paulo Ferreira vincou que os problemas de atendimento na urgência do Hospital de Vila Franca de Xira e na unidade de saúde familiar da sede de concelho são duas das principais preocupações que vai enfrentar nos primeiros dias de mandato. O edil afiançou que vai procurar reunir rapidamente com a administração do Hospital e com a direcção do


Agrupamento de Centros de Saúde. “O atendimento do Hospital e dos centros de saúde tem que melhorar. Lutámos muito para ter um novo hospital. Dotámos o concelho com uma nova rede de centros de saúde. É preciso que os seus responsáveis garantam um melhor padrão de serviço à população”, defendeu Fernando Paulo Ferreira. As restantes seis forças representadas na Assembleia Municipal mostraram-se preocupadas


com os níveis da abstenção, prometeram fazer um trabalho construtivo mas exigente e defenderam iniciativas que motivem as pessoas a participar mais na vida política do concelho.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações