• Joel Balsinha

Fogo em Alhandra fere nove e desaloja 21 pessoas


Foto de Arquivo


Um incêndio, ao princípio da noite de sábado, originou 21 desalojados, na Urbanização do Antigo Bairro da Cheia, na vila Alhandra. O fogo foi combatido por 24 bombeiros e provocou ferimentos ligeiros em nove pessoas, sobretudo por inalação de fumos. Cinco precisaram de receber assistência hospitalar,


mas já todos tiveram alta. O primeiro alerta para os bombeiros deu-se cerca das 22h17. A Associação de Alhandra deslocou para o local 23 operacionais e nove veículos. A corporação estava a responder a outros serviços à população quando caiu o pedido para incêndio urbano, obrigando a uma articulação de meios


humanos e materiais. Quando os primeiros efectivos chegaram ao local depararam-se com pessoas à janela a pedir ajuda. "Entre o rés-do-chão havia bastante fumo. O número de vítimas era inicialmente desconhecido. O pedido veio via populares e pelo Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).


Ainda tivemos pessoas a ligar para perguntar o que era. Tentámos perceber através de moradores quem estava no prédio. A Polícia de Segurança Pública foi uma boa valia. As equipas de salvamento iam buscar os moradores ao rés-do-chão e primeiro andar”, contou, em exclusivo, ao Voz Ribatejana, o 2º. Comandante


Paulo Bogarim, frisando que se tentou “criar um perímetro de segurança, mas nunca foi possível estabelecê-lo. Houve retirada das vítimas. Trabalhámos em estreita articulação com a VMER. Foram transportados cinco feridos leves e quatro assistidos no local que recusaram transporte para o Hospital de Vila Franca de Xira",


acrescentou Paulo Bogarim. Nos momentos seguintes foram solicitados mais meios de reforço, aumentando os elementos a trabalho para 34 com a chegada de mais seis viaturas. As operações não foram fáceis num dos edifícios antigos do Bairro da Cheia. Os meios empenhados na ação pertenceram às corporações de Alhandra, Vila Franca de Xira, Alverca, Póvoa de Santa Iria e Vialonga,


num total de quinze meios terrestres, com a presença, também, de entre 16 a 18 elementos da PSP. Os danos causados pelo fogo obrigaram ao realojamento temporário de alguns moradores, mas apenas quatro precisaram do auxílio municipal para alojamento temporário junto ao mercado de Vila Franca de Xira.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações