top of page
voz_ribatejana_25abril_comemor.municip.27x4cm.jpg
festival-arroz-carolino-2024.png
XiraSoundFest24_Voz Ribatejana_17,8x6,6cm(1).jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Vilafranquense bate Viseu e tem manutenção garantida


Com onze pontos de vantagem sobre os lugares de descida e quinze pontos por disputar, a União Desportiva Vilafranquense já pode, praticamente, festejar a manutenção na II Liga pela terceira temporada consecutiva. A equipa sénior de Vila Franca de Xira vive o melhor período da sua história e deverá conseguir a sua melhor classificação de sempre. A partida do passado sábado era importante,


como todas nesta fase final do campeonato, porque o Académico de Viseu também procura a permanência na II Liga e contava já com seis jogos consecutivos sem ganhar. Filipe Gouveia apresentou um onze semelhante aos dos jogos anteriores, com o regresso de Belkheir à titularidade para o lugar de Wagner. Entrou melhor a equipa de Vila Franca, mas depois de dois ataques com algum perigo foi a equipa de Viseu


e ganhar mais protagonismo e a criar algum perigo, quase sempre por intermédio de Paul Ayongo. Respondeu o Vilafranquense ao minuto 25 numa boa jogada de Belkheir, que cruzou para Nené, que ficou muito perto de desviar para a baliza de Grill. Na segunda metade da primeira parte, voltou a ser o Académico de Viseu a “carregar” mais, atingindo os 58 por cento de posse de bola,


mas o nulo no marcador manteve-se até ao intervalo. Filipe Gouveia não estava a gostar da prestação da equipa e promoveu três substituições ao intervalo, com as entradas de Ceitil, Bernardo Martins e Lumeka, para os lugares de Mutombo, Nuno Rodrigues e Belkheir. Mas foi o Académico de Viseu a entrar melhor e, logo ao minuto 46, o capitão Fernando Ferreira fez o 0-1, numa recarga depois de um remate de Ayongo.


Reagiu bem o Vilafranquense e, ao minuto 64, assistido por Leo Cordeiro, Fati fez o golo do empate. Ao minuto 70, Filipe Gouveia fez entrar Wagner para o lugar de Fati e, dois minutos depois, Wagner esteve muito perto de marcar, obrigando Grill a uma boa defesa. Na sequência do canto, o cruzamento do ataque do Vilafranquense foi desviado para o fundo das redes pelo defesa Nuno Tomás,


que fez um autogolo e deu vantagem aos ribatejanos. Até final o resultado não se alterou e o Vilafranquense somou mais três pontos importantes, colocando-se na décima-primeira posição com 37 pontos em 29 jogos. Na próxima jornada, o Vilafranquense visita o Feirense.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Comments


300x250px_banner.png
15 Caminhada Amor do Peito-page-001-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Cartaz 24 de maio vs.jpg
bottom of page