• Jorge Talixa

Vila Franca tem maior incidência da região de Lisboa


O concelho de Vila Franca de Xira tem, actualmente, o maior nível de incidência de covid-19 de toda a Área Metropolitana de Lisboa. Com 146 casos por 100 mil habitantes nas últimas duas semanas o concelho arrisca-se a não beneficiar de todos os novos passos de desconfinamento que deverão ser anunciados no dia 19. Nas últimas 24 horas há, no entanto, menos 21 casos activos no concelho vila-franquense.


Segundo os últimos dados divulgados pela Direcção-Geral de Saúde (reportados a 9 de Abril), Vila Franca de Xira é mesmo o único concelho da região de Lisboa com uma taxa de incidência por 100 mil habitantes superior a 120 casos. O município vila-franquense, com cerca de 142 mil habitantes, surge, assim, com uma incidência de 146 casos e poderá vir a ter algumas medidas distintivas nos próximos passos de


desconfinamento. De acordo com o Serviço Municipal de Protecção Civil (SMPC), o concelho de Vila Franca tem, esta terça-feira, um total de 282 casos de infecção activos (menos 21 do que na véspera). As freguesias mais populosas do sul do concelho são as mais afectadas, com a União de Freguesias da Póvoa de Santa Iria e do Forte da Casa a registar, esta terça-feira, 163 casos activos. Ainda segundo o SMPC,


a União de Freguesias de Alverca e Sobralinho tem 57 casos activos e a freguesia de Vialonga tem 54. Os restantes concelhos da região têm incidências bastante mais baixas de casos activos de covid-19. Alenquer regista, de acordo com a DGS, 46 casos por 100 mil habitantes, Arruda dos Vinhos tem 26 e Benavente 49


casos. Azambuja atingiu, nos últimos dias, o patamar dos zero casos activos. Loures tem 51 casos e Lisboa 89 casos por 100 mil habitantes. A situação mais complicada na Região de Lisboa e Vale do Tejo dá-se no concelho de Rio Maior com 285 casos por 100 mil habitantes nas últimas duas semanas.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Tags:

Contador de Visualizações