• Jorge Talixa

Oposição quer equipa permanente de Bombeiros em Vialonga


Câmara de Vila Franca de Xira e Ministério da Administração Interna acordaram, há 3 anos, a instalação de equipas de intervenção permanente (EIP) nos Bombeiros de Alverca, Póvoa e Vila Franca (três cidades do concelho). De fora ficaram as corporações de Alhandra, Castanheira e Vialonga,


mas a oposição local acha que já se justifica a criação de uma EIP nos Bombeiros de Vialonga. CDU, Nova Geração (PSD/CDS-PP/PPM/MPT) e Chega têm questionado a Câmara sobre os passos dados nesse sentido. “Considerando que Vialonga é a terceira freguesia com maior resposta operacional,


o serviço que assegura no transporte de doentes, de crianças com necessidades especiais e de doentes urgentes e que, durante a pandemia, nenhum efectivo da corporação teve que ser colocado em lay-off, gostaríamos de saber quando é que pensa a Câmara procurar um reforço da estrutura desta associação”,


observou Ana Afonso, vereadora social-democrata. Já Barreira Soares, vereador do Chega, sublinhou que todas as associações de bombeiros das três cidades do concelho têm equipas de intervenção permanente e que houve um quadro comunitário que reabriu a possibilidade de apoio à criação de novas EIP


(equipas de 5 elementos, cuja remuneração é suportada pela Câmara e pelo Ministério da Administração Interna). “Gostaria de saber qual é possibilidade de alargar estas EIP às corporações das freguesias de Vialonga, Alhandra e Castanheira?”, questionou Barreira Soares. Fernando Paulo Ferreira,


presidente da Câmara vila-franquense, salientou que a Associação de Bombeiros de Vialonga “é, sem dúvida, a associação de bombeiros que, nos últimos anos, mais tem investido na melhoria das suas condições estruturais para responder com a resiliência que é necessária”.


O edil acrescentou que “foi pedido, no mandato passado, às diversas corporações que elaborassem uma proposta de articulação conjunta no âmbito da protecção civil, proposta que chegou à Câmara já este mês (Fevereiro). O senhor comandante da Protecção Civil Municipal está a ultimar a sua análise.


Teremos ocasião de reunir com todas as associações de bombeiros, no sentido de manter, de uma forma mais eficaz, o conjunto de respostas no âmbito da protecção civil. Disso faz parte o funcionamento das EIP nas diferentes corporações de bombeiros”, concluiu o presidente da Câmara.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações