top of page
banner_178 x66 mm_Voz Ribatejana_compressed-page-001_edited.jpg
Campanha Vale+_jul2024-2.jpg
Banner LPCC-2.jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Habitação pode ser “solução” para o Vilafranca Centro


Um projecto de adaptação do antigo Vilafranca Centro a funções de habitação e serviços poderá ser a eventual “solução” para o edifício do centro comercial fechado há mais de 10 anos. Câmara e proprietários de fracções do antigo centro comercial voltaram a reunir no dia 14. Foram apresentados os resultados de três novas avaliações do imóvel, que analisaram cinco alternativas/cenários possíveis de reabilitação do imóvel.


O consenso continua difícil, mas ficou decidido que a comissão de proprietários indicará uma entidade para tentar promover a venda do antigo centro comercial. Os cinco cenários possíveis para o futuro do edifício do centro da cidade de Vila Franca de Xira (fechado desde o final de Outubro de 2013, quando o centro comercial encerrou) abrangem a possibilidade de manter o edifício como centro comercial e/ou de passar a ter habitação, renda acessível e/ou serviços.


“Estamos aqui para analisar os resultados do trabalho com que nos comprometemos”, afirmou Fernando Paulo Ferreira, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, no início do encontro, que se realizou na sala polivalente da Biblioteca Municipal - Fábrica das Palavras. Segundo a Câmara estiveram presentes representantes de cerca de 75% da permilagem do edifício (em formato presencial e online).


“De acordo com a média encontrada das avaliações (realizadas pelas empresas JLL, Prime Yield e pelo perito Vítor José Mateus Soares), o valor global do imóvel aponta para 3.765.650 euros (componente habitação e serviços), o que dá um valor por m2 de 192,87 euros”, acrescenta a Câmara, frisando que “os proprietários deverão agora decidir se querem avançar nesta primeira fase para a venda das suas frações, sendo-lhes disponibilizados para esse fim, nos primeiros meses do próximo ano, os documentos para passarem procuração a entidade competente, com a colaboração da Delegação da Ordem dos Advogados de Vila Franca de Xira, que se manifestou “disponível para colaborar neste processo”.


Ficou, também, decidido que a comissão de proprietários irá escolher a entidade que tratará do processo de venda. A Câmara de Vila Franca, proprietária dos espaços do antigo parque de estacionamento do antigo centro comercial, garante, segundo Fernando Paulo Ferreira, que se “coloca em pé de igualdade com todos os proprietários” e que “está disposta a tomar a decisão de venda das suas frações”, conforme os que quiserem avançar já nesta fase, para “resolver um problema que é, também, de salubridade”. "É urgente criar as condições para que alguém consiga desenvolver um novo projeto para aquele edifício, fechado desde 2013. O pior cenário é ficar como está”, concluiu o presidente da Câmara.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Tags:

Comentarios


anuncio-ajustado.jpg
cartaz_mupi_grcbr-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheitas julho 2024 PSIRIA.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

bottom of page