top of page
banner_178 x66 mm_Voz Ribatejana_compressed-page-001_edited.jpg
Campanha Vale+_jul2024-2.jpg
Banner LPCC-2.jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Freguesia de Arranhó decide se quer estação de tratamento


Os eleitores recenseados na freguesia arrudense de Arranhó decidem, este domingo, se querem ou a não a instalação de uma estação de tratamento e valorização orgânica (ETVO) na sua freguesia. A Valorsul já veio esclarecer que não há nenhuma decisão tomada a este respeito e as estruturas locais do PSD e da CDU manifestam-se contra a instalação desta ETVO no concelho.


Na Internet circula uma petição contra a instalação da ETVO em Arranhó com cerca de 730 subscritores. “Concorda com a eventual instalação pela Valorsul da Estação de Tratamento e Valorização Orgânica (ETVO) na Zona Industrial de Reciclagem (ZIR) na Freguesia de Arranhó?”, é a pergunta que está a ser colocada aos eleitores recenseados na freguesia arrudense de Arranhó na “Consulta à População”


marcada para este domingo. No salão da União Recreativa e Desportiva de Arranhó (URDA) estão colocadas duas mesas de voto, que funcionarão entre as 8h00 e as 19h00, e os “boletins” terão opções “sim” ou “não”. Os resultados deverão ser divulgados, na segunda-feira, na reunião pública da Câmara de Arruda dos Vinhos. Já a Valorsul divulgou uma nota informativa sobre este tema, onde garante que


“a infraestrutura a ser construída ainda se encontra em fase preliminar de estudo” e “não existem, a esta data, quaisquer projectos ou localizações decididas”. A empresa de tratamento de resíduos sólidos explica que, por força da obrigação legal de recolha seletiva de biorresíduos por parte dos municípios, a Valorsul “terá de aumentar significativamente a sua capacidade de tratamento,


para que seja possível dar valor aos resíduos e transformá-los em novos produtos, permitindo a circularidade da economia e minimizando as alterações climáticas”. Nesse contexto surge a necessidade de construir uma nova ETVO. “Com o total empenho e responsabilidade, a Valorsul estudará os vários cenários possíveis,


de forma a que o sistema de gestão integrada de resíduos nas regiões que serve continue a ser um caso exemplar de gestão nacional e internacional, o que implicará um investimento nas mais modernas tecnologias, seja ao nível do tratamento, seja ao nível do impacto ambiental e social”, conclui a empresa.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Comments


anuncio-ajustado.jpg
cartaz_mupi_grcbr-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheitas julho 2024 PSIRIA.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

bottom of page