• Jorge Talixa

Festas de Arruda mantêm figurino com algumas novidades


As seculares Festas em Honra de Nossa Senhora da Salvação de Arruda dos Vinhos regressam, este ano, ao seu formato habitual. A Câmara arrudense, responsável pela organização, tentou manter algumas actividades nos dois anos anteriores, especialmente na vertente religiosa, mas as restrições impostas pela pandemia não permitiram a realização das festas no modelo tradicional.


Este ano, com a pandemia “atenuada”, a edilidade de Arruda aposta no regresso das Festas, que decorrem até 18 de Agosto com um programa alargado e com algumas novidades. “Há uma continuidade e há uma história que não deve ser encarada de uma forma despicienda, que funciona e que as pessoas apreciam. As Festas de Agosto são um ponto de encontro.


A população arrudense tem-nas como ponto de referência para a organização das suas férias. Isso não pode ser tomado de uma forma leviana. Há aqui alguns elementos que a população, e também quem nos visita, já se habituou a encontrar nas Festas de Agosto.


E isso não pode ser desconsiderado”, constata Carlos Alves, vice-presidente da edilidade de Arruda com responsabilidades na organização das festas, vincando que “haverá também um elemento de actualização”, por exemplo na área da cultura tauromáquica, que tem tradicionalmente uma “presença forte” na festa e que terá, este ano, mais uma largada de toiros, na noite de dia 13.


Na última reunião camarária de Arruda foi, entretanto, aprovada uma actualização do Normativo das Largadas de Toiros, documento elaborado em 2018 que beneficiou, agora, de uma actualização, que tem também em conta a aposta que a autarquia está a fazer nas largadas nocturnas (dias 13 e 14).


André Rijo, presidente da Câmara arrudense, observou que é mais um contributo para reforçar a segurança nas largadas de toiros e que, este ano, pela primeira vez, as cinco largadas de toiros, serão acompanhadas por uma equipa de emergência pré-hospitalar composta por um médico e dois enfermeiros, que prestará os

primeiros socorros a eventuais vítimas de algum incidente.


Carlos Alves acrescenta que “a ideia é ter o máximo de respostas que tornem este evento num evento em que há sempre alguma coisa a acontecer. Um evento transversal do ponto de vista geracional. A ideia é dar motivações e ir de encontro às solicitações das diferentes gerações do concelho. E, depois, também, ser atractivo o suficiente para vir até nós gente que não é do concelho”, sublinha.


Para além das largadas, o programa das Festas em Honra de Nossa Senhora da Salvação integra duas corridas de toiros (noites de 16 e 17), tasquinhas, folclore, noite da sardinha assada e muita animação com, entre outros, Syro, Nuno Ribeiro, Gana, Sara Correia e Tributo aos Xutos e Pontapés.


A vertente religiosa tem, também, uma grande relevância nas festas de Arruda, com realce para a Procissão das Velas (noite de dia 12) e para as missas e procissão em honra de Nossa Senhora da Salvação no feriado de 15 de Agosto. Também no dia 12 será inaugurado o anfiteatro Joel Rodrigues.

Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações