top of page
VozRibatejana.gif
CMB 252x115-2.jpg
Voz_Rib_178x66mm-01.jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Dérbi regional Vilafranquense-Carregado termina empatado


Com um golo para o Vilafranquense logo aos 5 minutos de jogo e o empate para o Carregado a 5 minutos do fim, o dérbi entre vizinhos terminou empatado. Um resultado que manteve a equipa de Vila Franca na liderança da Série 1 da 3a. Divisão Distrital de Lisboa, mas agora mais “apertada” pelo Ponterrolense.


O Carregado é terceiro, ainda pode sonhar com a subida, mas terá, agora, mais dificuldades para recuperar os sete pontos de “atraso” para o Vilafranquense. O jogo foi disputado à porta fechada, devido a punição aplicada ao Vilafranquense por acontecimentos registados na recepção ao Ponterrolense, em Fevereiro.


Para além de jogadores, equipas técnicas e de arbitragem e dirigentes, apenas a comunicação social e a PSP estiveram presentes. As bancadas, num jogo que levaria certamente centenas de espectadores ao Cevadeiro, estavam desoladoramente vazias.


Entrou melhor o carregado, que logo aos 2 minutos atirou uma bola à trave. Mas três minutos depois, o Vilafranquense inaugurou o marcador. Livre a meio do meio campo superiormente marcado por Luís Lopes e Rodri, livre de marcação subiu mais alto na área carregadense e, de cabeça, fez o 1-0.


O Carregado continuou a porfiar, conseguia mais posse de bola, criava mais perigo, mas falhava sempre qualquer coisa na finalização. O goleador da equipa carregadense, Rui Marchão, não esteve presente, a cumprir dois jogos de castigo, e a ausência notou-se bastante durante os 90 minutos.

Edilson, o avançado que substituiu Rui Marchão, até mostrou bons pormenores, mas as bolas não entravam. No início do segundo tempo, o técnico do Vilafranquense fez entrar Chumbinho para o lugar de Catarino (já amarelado) e o meio-campo da equipa de Vila Franca mostrou-se mais seguro.


Mas continuou a ser o Carregado a “carregar” mais no ataque, em busca do golo. Sucederam-se as substituições, a equipa do concelho de Alenquer começou a manifestar algum cansaço, até que, em cima do minuto 90, num contra-ataque rápido, Manuel Santos lançou Pedro Costa (lateral então já adaptado a avançado), que, isolado pela esquerda, atirou forte batendo o desamparado Leo Loureiro.


Um golo do empate que o Carregado já justificava. Nos cinco minutos de descontos, Chumbinho ainda viu o cartão amarelo, mas o resultado não se alterou. O Vilafranquense soma, agora, 47 pontos, mais um do que o Ponterrolense, que bateu o Arrudense por apertado 1-0 e tem menos um jogo. Logo a seguir vem o Carregado com 40 pontos.

Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Commenti


anuncio5.jpg
BRN3C2AF4C72910_038798-page-001_edited.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheita 16 de abril ESFC vs.jpg
bottom of page