top of page
banner_178 x66 mm_Voz Ribatejana_compressed-page-001_edited.jpg
Voz Ribatejana_178mmX66mm_Passerelle2024_Prancheta 1.jpg
Banner Festas Alverca.png
  • Foto do escritorJorge Talixa

Câmara admite contratar médicos e seguros de saúde


A Câmara de Vila Franca de Xira aprovou, por maioria, uma proposta para que desenvolva procedimentos para a contratação directa de médicos e de um seguro de saúde abrangente que permita disponibilizar atendimento médico aos utentes mais idosos e aos utentes sem médico nos centros de saúde locais.


O concelho de Vila Franca de Xira é, nesta altura, um dos mais afectados, na região e no país, pela falta de médicos de família. O problema agravou-se no final do ano passado, com a aposentação de vários clínicos e há inclusivamente dois centros de saúde (Alhandra e Forte da Casa) sem qualquer médico colocado.


A proposta, apresentada pela Coligação Nova Geração (PSD/PPM/MPT), prevê a abertura de um procedimento para a contratação de médicos com o Ministério da Saúde e/ou com entidades privadas e do sector social que ajudem a minimizar o problema da falta de médicos de família no concelho.


A autarquia deverá, também, iniciar negociações com seguradoras para contratar um seguro de saúde municipal que cubra as necessidades de acompanhamento médico da população mais idosa e das famílias numerosas e mais desfavorecidas.


Foi aprovada com votos favoráveis de PS, Nova Geração e Chega e contra da CDU. “As pessoas querem é médico e serem tratadas a tempo e horas. Isso é o fundamental e a base daquilo que trazemos aqui”, sublinhou o vereador social-democrata David Pato Ferreira, considerando que os médicos existem “só não estão é no Serviço Nacional de Saúde”.


Fernando Paulo Ferreira, presidente da Câmara de Vila Franca, referiu, depois, que o município “não tem nem competência legal, nem capacidade financeira, para se substituir ao Ministério da Saúde, nem isso pode ser exigido à Câmara”.


De qualquer forma, o executivo camarário socialista, que apresentou algumas sugestões de alteração à proposta do PSD (parcialmente aceites), entende que deve continuar a tentar ajudar a resolver este problema.


“Qualquer solução que possa vir a ser encontrada neste processo será sempre altamente provisória e muito limitada no tempo e na sua dimensão”, precisou Fernando Paulo Ferreira.


Nuno Libório, vereador da CDU, defendeu que o PS e o Governo são os principais responsáveis pelo estado a que chegou o SNS e que os socialistas, ao aprovarem esta proposta, “dão guarita a propostas ultraliberais de contratação de serviços privados de saúde” e não defendem o SNS.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Comments


03_Eleicoes_Europeias_Imprensa_Digital_Regional_300x250.jpg
Romaria Alcame-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

15jun24 Colheita de Sangue Alhandra.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

bottom of page