top of page
VozRibatejana.gif
Mes Enguia.jpg
Voz_Rib_178x66mm-01.jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Avaliações do Vilafranca Centro não “convenceram” proprietários


A última reunião da Câmara com proprietários de fracções do Vilafranca Centro voltou a revelar-se inconclusiva. As avaliações apresentadas, que atribuem um valor da ordem de 1 milhão de euros ao edifício, não convenceram os proprietários.


A autarquia vai, agora, tentar perceber se há potenciais interessados na aquisição do imóvel e para que fins poderá ser reutilizado. Proprietários de fracções do Vilafranca Centro e eleitos da Câmara vila-franquense voltaram a reunir no passado dia 27.


O encontro teve contornos controversos, com autarcas da CDU e do PS a voltarem a trocar acusações e a maioria dos proprietários de lojas do antigo centro comercial a não “aceitarem” as avaliações apresentadas, que atribuem ao imóvel um valor global de 1 milhão de euros.


O tema voltou a ser discutido na reunião camarária da passada quarta-feira, com Nuno Libório, vereador da CDU, a acusar o executivo PS de não ter uma posição coerente. “A coerência esbateu-se quando o PS abandonou um investimento de 200 mil euros e deixou cair a questão do estacionamento.


O PS quer forçar os proprietários a venderem o antigo Vilafranca Centro”, criticou Nuno Libório. Já Barreira Soares, vereador do Chega, mostrou “envergonhado” com as “incoerências” reveladas na reunião e considerou que o presidente da Câmara poderia ter evitado tudo isto se tivesse feito previamente uma reunião sobre o tema com todos os vereadores.


David Pato Ferreira, vereador da Coligação Nova Geração, sublinhou, por seu turno, que não pode concordar com os critérios técnicos da avaliação, “porque deixaram de parte as zonas comuns. Por isso não podemos concordar com o valor final”, explicou.


“É natural que a questão fundamental sejam as avaliações das fracções que as pessoas lá têm e têm um pensamento quanto ao valor que elas têm”, observou Fernando Paulo Ferreira, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, frisando que as avaliações apresentadas foram feitas por avaliadores oficiais.


De acordo com o edil ficou, agora, combinado que a Câmara vai procurar “averiguar” se há potenciais interessados na compra do antigo Vilafranca Centro e para que fins. Sobre esses eventuais interesses poderá ser feita uma nova avaliação.


Fernando Paulo Ferreira acrescentou que ficou, igualmente, combinado que os serviços camarários vão elaborar um documento com as condições de uma eventual venda global do edifício, num processo que será acompanhado pelos proprietários que o queiram fazer.


“Iremos fazer este trabalho e, depois, veremos ao que chegamos. A Câmara será convidada a tomar uma decisão final, se não se chegar a acordo entre os proprietários ou com todos os proprietários. Mas é preciso dar tempo às pessoas para poderem fazer esta reflexão em conjunto”, sustentou o presidente da Câmara.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


CL24_BannerVR_84x135mm (1).jpg
Eleicoes_Imprensa_Digital_Regional_Mrec_300x250_VÁRIOS.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site
VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheita Alhandra 17fev24.jpg

Contador de Visualizações

bottom of page