top of page
banner_178 x66 mm_Voz Ribatejana_compressed-page-001_edited.jpg
Voz Ribatejana_178mmX66mm_Passerelle2024_Prancheta 1.jpg
Banner Festas Alverca.png
  • Foto do escritorJorge Talixa

Auditoria aponta “falhas” nos centros de saúde de Alverca e Vila Franca


As auditorias promovidas pela Administração Regional de Saúde ao funcionamento dos centros de saúde de Alverca e de Vila Franca de Xira detectaram algumas falhas na acessibilidade dos utentes a cuidados de saúde e nas regras de acesso às instalações.


Segundo a ARS, as recomendações apontadas estão a ser implementadas no sentido de corrigir os problemas existentes. As auditorias efetuadas pelo Gabinete de Auditoria Interna (GAI) da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) a alguns centros de saúde da região ficaram concluídas no verão e apontaram várias recomendações para corrigir problemas de funcionamento.


Em resposta ao Voz Ribatejana, a ARSLVT sustenta que as recomendações das auditorias foram “aceites” pelo Conselho Diretivo da ARSLVT e pela Direção Executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Estuário do Tejo.


“A auditoria em questão incidiu sobre os procedimentos adotados em Unidades de Saúde Familiar (USF) e Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) dos centros de saúde de Vila Franca de Xira e de Alverca do Ribatejo, no que toca à acessibilidade dos utentes a cuidados de saúde, nomeadamente em caso de falha dos sistemas informáticos”, explica a ARSLVT ao Voz Ribatejana, sublinhando que “também foi analisada a atuação dos vigilantes em contexto destas unidades de saúde”.


Das auditorias efetuadas resultaram “recomendações que, globalmente, vão no sentido de se reverem os procedimentos existentes numa das USF, de forma a garantir a continuidade na prestação dos cuidados de saúde e uniformizar os necessários procedimentos, conforme orientações emanadas também pelo ACES”, refere a ARSLVT.


Da mesma forma, “recomenda-se que o ACES defina regras de atuação para os vigilantes de todas as unidades que o compõem, designadamente no que diz respeito ao acesso dos utentes às instalações, acolhimento e privacidade dos utentes”.


Nesse sentido, garante a Administração Regional de Saúde, a Direção Executiva do ACES Estuário do Tejo “já deu início à implementação das recomendações efetuadas pelo Gabinete de Auditoria Interna”.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Comments


03_Eleicoes_Europeias_Imprensa_Digital_Regional_300x250.jpg
Romaria Alcame-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

15jun24 Colheita de Sangue Alhandra.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

bottom of page