top of page
banner_178 x66 mm_Voz Ribatejana_compressed-page-001_edited.jpg
Campanha Vale+_jul2024-2.jpg
Banner LPCC-2.jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Apoio da Junta na saúde dá polémica na Castanheira


A Comissão de Utentes da Castanheira (CUCR) deposita alguma expectativa no sistema de apoio das juntas de freguesia ao atendimento na saúde que está a ser implementado no concelho de Vila Franca de Xira. Mas a Junta da Castanheira e Cachoeiras pretende, para já, prestar esse apoio apenas na delegação das Cachoeiras. A comissão não concorda e defende a sua necessidade na Castanheira.


A Junta diz que vai avaliar, durante um ano, o funcionamento nas Cachoeiras e avaliar, depois, o seu eventual alargamento à Castanheira. A CUCR foi recebida, no dia 7, pelo secretário de Estado da Saúde e por representantes regionais da saúde.


Pedro Gago, presidente da CUCR, faz um balanço bastante positivo da reunião e adianta que o secretário de Estado destacou o plano que está a ser desenvolvido com alguns municípios para que os respectivos serviços e as juntas de freguesia possam apoiar nos atendimentos relacionados com a saúde.


“A ideia é que as pessoas possam pedir receitas, baixas e a marcação de consultas nos serviços das juntas, que encaminham depois para os centros de saúde. Falámos com o presidente da Junta da Castanheira, que nos disse que está disponível para dar esse apoio nas Cachoeiras, mas que na Castanheira não o vai fazer.


Nós achamos que isso não está correcto, porque a população da Castanheira também tem muitas dificuldades em ter atendimento no centro de saúde e muitas vezes tem que ir para a Póvoa para passarem baixas e receitas médicas”, lamenta Pedro Gago.


Já Mário Batista, presidente da Junta da Castanheira e Cachoeiras, explicou, ao Voz Ribatejana, que a posição da Junta tem a ver com a grande proximidade entre a sede da autarquia e o centro de saúde. “O executivo da Junta tem participado em múltiplas reuniões de trabalho com as demais Juntas de Freguesia do concelho, Câmara Municipal e entidades centrais com responsabilidades na área da saúde”, salienta Mário Batista, frisando que na sequência destas reuniões “a opção tomada pela Junta de divide-se em duas fases: Primeira: Cachoeiras.


Na delegação da Junta, até final do terceiro trimestre deste ano, entrada em funcionamento do balcão SNS , momento para o qual está prevista a conclusão da formação da trabalhadora da Junta pela autoridade de saúde e a instalação do equipamento informático necessário pela Câmara Municipal”.


“A opção pelas Cachoeiras reside em dois fatores: maior distância até ao Centro de Saúde e população mais envelhecida e maiores dificuldades de mobilidade”, acrescenta o autarca do PS. No que diz respeito à Castanheira, Mário Batista assegura que “após avaliação do funcionamento das Cachoeiras (durante um ano), será tomada uma decisão pelo executivo”.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Comments


anuncio-ajustado.jpg
cartaz_mupi_grcbr-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheitas julho 2024 PSIRIA.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

bottom of page