• Jorge Talixa

Empate na Covilhã sabe a pouco


A União Desportiva Vilafranquense conseguiu trazer um ponto da deslocação à Covilhã, em partida da sexta jornada da II Liga. Mas o empate a dois golos sabe a pouco, porque a equipa de Vila Franca de Xira esteve a ganhar por 2-1 e jogou a última meia hora com mais um jogador em campo. Com este resultado,

o Vilafranquense mantém-se na décima-sexta posição, agora com cinco pontos. O melhor da exibição da equipa de Vila Franca de Xira foi mesmo o golo de Leandro Antunes, ao minuto 32, que estabeleceu o empate a um golo. Um remate de fora de área ao ângulo esquerdo da baliza do Covilhã, indefensável para o guardião Leo.

O jogo começou repartido e com poucas ocasiões de perigo. O Covilhã apostava mais num jogo físico e nos cruzamentos para a área. O Vilafranquense apresentou algumas novidades, com Varela e Leandro Antunes no onze titular. Ao minuto 23, num bom trabalho do senegalês, Daffe, que se libertou de um defesa ribatejano e bateu Maringá,

o Covilhã ganhou vantagem no marcador. Nove minutos depois foi Leandro Antunes a responder a fazer o golo da igualdade. Para o segundo tempo, o técnico Quim Machado fez entrar André Claro para o lugar de Varela. O jogo manteve-se repartido, com o Covilhã um pouco mais acutilante. Ao minuto 58,

Quim Machado voltou a mexer e fez entrar Vitinho e Jefferson. Mexidas que produziram bons resultados. Ao minuto 63, o lateral serrano Vente foi expulso, com o segundo cartão amarelo, depois de ter acertado com a mão na cara de Vitinho (mostrou agressividade e velocidade pelo lado direito). E, no minuto seguinte, Jefferson fez o 1-2,

na sequência de um canto. O jogo parecia “inclinado” para o Vilafranquense, mas, ao minuto, 70, depois de uma confusão na área da UDV, o árbitro assinalou uma grande-penalidade, convertida por Gilberto. Até final, o Vilafranquense tentou marcar o terceiro golo e somar os três pontos, mas a equipa revelou alguma lentidão e falta de ideias

para ultrapassar a defesa do Covilhã, mais apostado em segurar o empate. Antes da partida, o ponto conquistado seria um bom resultado. Tendo em conta as circunstâncias do jogo, sabe claramente a pouco e deixa o Vilafranquense em posição delicada. Na próxima jornada, a equipa de Vila Franca recebe o Casa Pia.

Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações