• Jorge Talixa

Câmaras apelam à boa deposição do lixo


As câmaras municipais da região apelam à população para que cumpra as normas e os horários de deposição dos resíduos sólidos urbanos, tendo também em conta que a pandemia limita a capacidade dos serviços de recolha e pode gerar novos riscos. As autarquias insistem na sensibilização dos munícipes para que coloquem sempre o lixo

em sacos bem fechados e para que evitem a sua deposição fora dos contentores ou das ilhas ecológicas. Vila Franca de Xira tem sido uma das edilidades a apelar aos mais de 140 mil habitantes do concelho para que respeitem os horários de deposição de resíduos (20h00 às 22h00), vincando que os serviços de recolha continuam a funcionar

diariamente, “mas em horários diferentes devido à situação excecional que vivemos”. “Para que o lixo não permaneça muito tempo dentro dos contentores, solicitamos que depositem os resíduos (orgânicos ou lixo separado para reciclagem) entre as 20h00 e as 22h00, assegurando que os contentores ficam bem fechados”, sustenta a autarquia,

frisando que “os resíduos devem ser bem acondicionados em sacos bem fechados por uma questão de saúde pública, de segurança dos funcionários e para evitar ao máximo a propagação do vírus”. Hélder Careto, eleito da Coligação Mais (PSD/CDS-PP/PPM/MPT), quis saber na última sessão da Assembleia Municipal se não seria possível que,

nesta fase, a recolha de resíduos sólidos urbanos fosse feita em período diurno, reduzindo os problemas de ruído nocturno. Alberto Mesquita, presidente da Câmara vila-franquense, considerou que será difícil avançar para uma reorganização desse tipo. “Tivemos que alterar a nossa organização de recolha, porque não estão todas as

equipas a trabalhar ao mesmo tempo. Algumas estão a trabalhar e outras estão de reserva. É necessária uma ajuda de todos. Apelamos a que as pessoas coloquem o lixo dentro dos horários definidos e evitem colocar o lixo fora dos contentores e das ilhas ecológicas. Se assim fizerem, estão a ajudar estes trabalhadores”, vincou. Também

Carlos Coutinho, presidente da Câmara de Benavente, alerta para esta questão, realçando o esforço de todos os funcionários da autarquia que continuam a trabalhar para assegurar os serviços essenciais à população. “Estamos a trabalhar com equipas reduzidas, mas estamos a conseguir garantir os serviços essenciais a toda a nossa

população. Peço, por favor, a todos para que, neste momento, tenham alguma contenção na deposição de monos e de resíduos junto dos contentores. Esse é um contributo fundamental para garantirmos aquilo que são serviços essenciais para a população”, salienta o autarca de Benavente.

Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações