• Jorge Talixa

Quedas de árvores e 70 ocorrências no concelho de Vila Franca


A Depressão “Elsa” vai continuar a afectar Portugal continental nas próximas horas e a situação meteorológica só deverá melhorar a partir da tarde de sábado. Na região registam-se já algumas centenas de ocorrências, sobretudo casos de queda de

árvores, mas também há um desalojado no concelho de Vila Franca e um caso de desabamento de um edifício devoluto no Carregado. A Protecção Civil prevê um agravamento das condições de chuva persistente e de vento moderado na tarde de sexta-feira e foi accionado o plano de emergência de cheias no Tejo, devido ao volume

do caudal do rio e às descargas da barragem espanhola de Cedillo. O Sorraia também poderá gerar algumas inundações, sobretudo na área do concelho de Coruche. No concelho de Vila Franca de Xira, o Serviço Municipal de Protecção Civil (SMPC) registou, na tarde de quinta-feira e na manhã de sexta, um total de cerca de 70

ocorrências motivadas pelo mau tempo. O maior número de casos tem a ver com quedas de árvores, em vários pontos do concelho, sem danos pessoais. Há, também, casos de inundação de estruturas ou superfícies por precipitação intensa, queda de estruturas temporárias ou móveis, queda de elementos de construção em estruturas

edificadas e de dano ou queda de redes de fornecimento eléctrico. No concelho de Vila Franca há, igualmente, registo do caso de uma pessoa que ficou desalojada devido aos danos sofridos pela construção em que vivia. Um caso que, segundo o SMPC, está a ser acompanhado pela Divisão de Habitação. Já no concelho de Arruda, há registo de

algumas dezenas de ocorrências, com realce para a queda de uma árvore de grande porte no interior da localidade de Louriceira de Cima (freguesia de Arranhó). A araucária apresentava já várias fragilidades e o vento forte acabou por precipitar a queda, muito próximo de um abrigo de passageiros de transportes públicos. Felizmente

não há danos pessoais a registar, mas um poste elétrico foi partido pela queda da árvore, como é visível nas fotos da nossa leitora Diana Teixeira. Já no Carregado, o troço final da EN 3 esteve cortado durante algum tempo, na noite de quinta-feira, devido ao desmoronamento de um edifício devoluto.

Saiba mais nas edições impressas de 20 de Dezembro e de 03 de Janeiro do Voz Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações