• Jorge Talixa

Vigília reclama obras na EB 2.3 de Vialonga


Foto de Carlos Pinto

Uma vigília de protesto contra as condições em que funciona a Escola EB 2.3 e Secundária de Vialonga e em defesa da aceleração do seu projecto de requalificação juntou algumas centenas de pessoas. Professores, pessoal não docente, alunos e

encarregados de educação reclamaram obras prometidas há anos e a construção de mais 26 salas na escola. Promovida, no dia 10, pelo Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (SPGL) com o apoio da Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas de Vialonga, a iniciativa juntou algumas

centenas de participantes. Nos cartazes empunhados sobretudo pelos alunos e colocados na rede da escola exigia-se rapidez no desenvolvimento do projecto e a construção de mais 26 salas, para que a escola tenha condições adequadas para os seus mais de 1200 alunos. A vigília visou “sensibilizar a tutela para a falta de condições”

em que a escola funciona “há muitos anos”. De acordo com o SPGL, “é urgente a aprovação do orçamento pelo Tribunal de Contas para que as tão necessárias obras se realizem. Este protesto também se deve à falta de assistentes operacionais e à violência em contexto escolar”, explicou o sindicato. O problema das obras necessárias na

escola de Vialonga foi, também, abordado em recente reunião camarária. “A minha filha anda na EB 2.3, infelizmente para ela. Infelizmente para ela, porque anda numa escola que também a mim me envergonha. Tem aulas em quatro contentores, que não têm capacidade para as turmas e têm que dividir as turmas. Em termos acústicos é

deficiente, em termos térmicos é uma catástrofe. A minha filha já me pediu para comprar uma manta para pôr nas pernas durante as aulas”, observou o munícipe Hugo Carvalho dos Santos. Alberto Mesquita, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, explicou que esta é uma matéria que a autarquia tem vindo a acompanhar ao longo dos

anos. “Falta-nos apenas o parecer final da Dgest (Direcção-Geral de Estabelecimentos Escolares) para podermos passar a fase de estudo prévio. Espero, sinceramente, que o projecto de execução para a ampliação e requalificação da escola esteja pronto brevemente”, concluiu o edil.

Saiba mais na edição impressa de 20 de dezembro do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

© 2017 por Voz Ribatejana. Todos os direitos reservados.

Informações

Voz Ribatejana - Quinzenário regional

Sede da Redacção e Administração: Centro Comercial da Mina, Loja 3 - Apartado 10040 / 2600-126 Vila Franca de Xira Telefone geral – 263 281329

Correio Electrónico: vozribatejana@gmail.com director.vozribatejana@gmail.com redaccao.vozribatejana@gmail.com comercial.vozribatejana@gmail.com
Proprietário: Jorge Humberto Perdigoto Talixa

Editor: Voz Ribatejana, Lda

Director: Jorge Talixa (carteira prof. 1360 A)

Editor Multimédia: Rui Miguel Ferreira Talixa

Redacção: Carla Ferreira (carteira prof. 2127), Joel Balsinha, Hugo Clarimundo, Jesus Lourenço, Hipólito Cabaço, Paula Gadelha (cart. prof 9865)

Área Administrativa e Comercial: Isabel Pinto, Júlio Pereira (93 88 50 664), Afonso Braz (93 66 45 773), Nuno Sousa (967 755 664)

Assinaturas: Portugal – 1 ano (25 números) 14 euros - Resto da Europa - 1 ano 48 euros Registo de Imprensa na ERC: 125978

Impressão: Coraze
Redacção: Centro Comercial da Mina, Loja 3 2600 Vila Franca de Xira - Telefone - 263 281 329 . Telemóvel - 96 50 40 300