Vilafranquense empata e volta aos salários em atraso

15/12/2019

A equipa principal da União Desportiva Vilafranquense Futebol SAD continua a fazer um excelente campeonato na sua estreia na II Liga e empatou, este sábado, com o Leixões. Mas, minutos depois, jogadores e equipa técnica, revelaram, em declaração

 

conjunta à imprensa, que têm 3 meses de salários em atraso e que a falta de condições pode levar a equipa a parar. No segundo jogo à porta-fechada, por castigo imposto pela Federação Portuguesa de Futebol, o Vilafranquense recebeu o Leixões (em Rio

 

maior). A partida revelou-se equilibrada. A equipa ribatejana apresentou o mesmo onze das últimas jornadas e as oportunidades escassearam na primeira metade do jogo. Foi já no minuto 45 que, na sequência de um livre, Filipe Oliveira cruzou para a área com conta, peso e medida, onde apareceu o central Denis Martins a fazer o 1-0 de cabeça.

 

O Leixões, que ainda mantém algumas aspirações de lutar pela subida, tentou reagir no início da segunda parte, mas foi o Vilafranquense a criar mais perigo. Até que, ao minuto 84, o avançado Harramiz aproveitou bem um cruzamento de Vítor Bruno e estabeleceu a igualdade final. Com este resultado, o Vilafranquense segue a meio da

 

tabela com 15 pontos em 13 jogos. Pouco depois do final da partida, Tiago Mota leu, em nome de jogadores e equipa técnica, uma declaração que alerta para a dimensão do problema dos salários em atraso na UDV SAD. "Estamos aqui todos os jogadores, equipa técnica e todo o grupo de trabalho, para denunciar e informar que não temos

 

condições para desenvolver a nossa atividade profissional. Vamos pedir ajuda ao Sindicato de Jogadores e se até terça-feira não for resolvida a situação o clube vai parar, até que a situação seja resolvida", observou Tiago Mota, na declaração assinada por todos os cerca de 30 elementos presentes. A meio da semana, Luíz Andrade,

 

empresário brasileiro que preside à SAD do Vilafranquense, disse que estava empenhado em "resolver rapidamente” esta situação dos salários em atraso. Ainda no sábado, a União Desportiva Vilafranquense Futebol SAD informou que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) convocou os responsáveis da SAD do clube

 

para uma reunião, na manhã de segunda-feira, nas instalações deste organismo, para tentar “encontrar soluções de forma a ultrapassar esta fase difícil revelada por todo o grupo de trabalho”. Na reunião deverão participar representantes do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol e dos capitães de equipa.

 

Saiba mais na Edição impressa de 20 de Dezembro do Voz Ribatejana

 

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Please reload

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Please reload

Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site
Please reload

Contador de Visualizações

© 2017 por Voz Ribatejana. Todos os direitos reservados.

Informações

Voz Ribatejana - Quinzenário regional

Sede da Redacção e Administração: Centro Comercial da Mina, Loja 3 - Apartado 10040 / 2600-126 Vila Franca de Xira Telefone geral – 263 281329

Correio Electrónico: vozribatejana@gmail.com director.vozribatejana@gmail.com redaccao.vozribatejana@gmail.com comercial.vozribatejana@gmail.com
Proprietário: Jorge Humberto Perdigoto Talixa

Editor: Voz Ribatejana, Lda

Director: Jorge Talixa (carteira prof. 2126)

Editor Multimédia: Rui Miguel Ferreira Talixa

Redacção: Carla Ferreira (carteira prof. 2127), Joel Balsinha, Hugo Clarimundo, Jesus Lourenço, Hipólito Cabaço, Paula Gadelha (cart. prof 9865)

Área Administrativa e Comercial: Isabel Pinto, Júlio Pereira (93 88 50 664), Afonso Braz (93 66 45 773), Carlos Pinto (96 44 70 639)

Assinaturas: Portugal – 1 ano (24 números) 12 euros - Resto da Europa - 1 ano 40 euros Registo de Imprensa na ERC: 125978

Impressão: Coraze
Redacção: Centro Comercial da Mina, Loja 3 2600 Vila Franca de Xira - Telefone - 263 281 329 . Telemóvel - 96 50 40 300