• Jorge Talixa

Bombeiros de Vialonga já têm casa nova


As novas instalações técnicas e operacionais dos Bombeiros de Vialonga foram inauguradas no domingo. Um sonho de mais de 40 anos da corporação fundada em 1977, que já não tinha condições de funcionamento no antigo quartel-sede. As obras envolveram um investimento de cerca de 1, 2 milhões de euros, comparticipados por fundos comunitários e pela Câmara de Vila Franca. A Associação de Bombeiros Voluntários de Vialonga inaugurou,

no domingo, as suas novas instalações, construídas junto ao complexo da Associação de Bem-Estar Infantil (ABEIV). O dia foi de festa para a corporação vialonguense que há mais de 40 anos sonhava com um novo edifício com melhores condições do que o “velhinho” quartel-sede, sempre encarado como provisório. Esta nova “Área Técnica e Operacional” envolveu um investimento de cerca de 1, 2 milhões de euros, comparticipado em 514 mil

por fundos comunitários e contando com um apoio de 213 mil euros da Câmara vila-franquense, que deverá ser reforçado com mais 130 mil. A cerimónia contou com a presença do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e abriu com formatura geral e actuação da Orquestra de Vialonga. Seguiu-se o descerrar da placa inaugural e a benção das instalações pelo pároco de Vialonga. Luís Rodrigues, comandante da corporação, vincou

que, “finalmente, ao fim de 42 anos de prestação de um serviço de excelência, os bombeiros de Vialonga têm esta nova casa”, observou, saudando todos os efectivos e membros da direcção da associação. “A partir de hoje deixamos de ter de ir tomar banho a casa ou de dormir na sala de formação. Temos condições para trabalhar, conforto e condições que merecemos e que nos eram devidas”, frisou, lembrando que a corporação tem outras

carências, designadamente de meios financeiros para reparar viaturas. José Luís Mendes Rocha, presidente da direcção dos Bombeiros de Vialonga, começou por referir que estas instalações eram um desejo antigo da corporação. “É um espaço que os nossos bombeiros já mereciam, mas esta obra foi um desafio exigente. Estão investidos neste espaço cerca de 1, 2 milhões de euros. Ainda temos algumas contas a acertar, mas

oportunamente o faremos. E queremos que esta obra nos possa permitir, a seguir, modernizar o nosso parque de viaturas”, afirmou. Já Alberto Mesquita, presidente da Câmara de Vila Franca, lembrou que, no âmbito do Orçamento Participativo municipal, foi atribuída uma verba de 72 mil euros à corporação de Vialonga, para equipamento destas novas instalações. “Mantemos o compromisso de atribuir um apoio extraordinário de 130 mil

euros, com condições já propostas que irão permitir requalificar uma zona de Vialonga onde a Câmara pretende intervir e melhorar a qualidade do espaço público”, explicou. A edilidade, recorde-se, está disponível para atribuir este apoio extraordinário (devido ao aumento dos custos previsto para as novas instalações) mas exige, em troca, que a Associação de Bombeiros entregue o espaço de armazéns, junto ao pavilhão de Vialonga, onde guarda actualmente as suas viaturas.

Saiba mais na Edição impressa de 19 de Junho do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações