top of page
banner_178 x66 mm_Voz Ribatejana_compressed-page-001_edited.jpg
Campanha Vale+_jul2024-2.jpg
Banner LPCC-2.jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Vilafranquense garante subida histórica à II Liga


Foi preciso sofrer durante mais de 120 minutos, mas a União Desportiva Vilafranquense garantiu, este domingo, uma subida histórica à II Liga do futebol nacional. A equipa de Vila Franca de Xira bateu a União de Leiria por 4-2 no desempate por grandes penalidades e a festa foi grande no Campo do Cevadeiro com centenas de adeptos a invadirem o relvado. No próximo fim-de-semana, o Vilafranquense disputará, ainda, a final do Campeonato de

Portugal com o Casa Pia. Pela primeira vez na sua história, a União Desportiva Vilafranquense vai disputar a II Liga do futebol nacional. Depois do bom empate a um golo conseguido, na semana passada, em Leiria, o zero a zero seria, agora, suficiente para a equipa ribatejana. O jogo foi algo quezilento e logo na primeira meia hora as duas equipas foram obrigadas a fazer substituições por lesões do avançado Ernest (Leiria) e do central João Freitas

(UDV). Já no segundo tempo, o Vilafranquense entrou melhor e o médio Kelvin fez o 1-0 aos 59 minutos, na sequência de um canto. Pouco minutos depois, a União de Leiria chegava ao empate no lance mais polémico do jogo. Também na sequência de um canto, o guardião Nelson Pinhão terá sido carregado por dois jogadores contrários, mas o árbitro deixou seguir e os leirienses empataram. Seguiu-se uma hora de futebol com muita

emoção, com muitas paragens, mas sem golos. Com um resultado igual ao da primeira mão foi preciso recorrer ao prolongamento e aí, já com muito desgaste nas pernas, as oportunidades de golo resultaram quase sempre de lances de bola parada. Foi preciso, então, recorrer às grandes penalidades e o Vilafranquense foi mais competente. Ragner foi o primeiro a rematar e acertou no poste. Temeu-se o pior, mas Nelson Pinhão travou logo a

seguir o remate de Carlos Daniel. Seguiram-se duas grandes penalidades convertidas para cada lado (marcaram Kelvin e Marco Grilo para a UDV). Depois, Luís Pinto converteu para os ribatejanos e o central leiriense João Miguel atirou muito por cima da barra. Wilson, avançado do Vilafranquense, tinha, então, nos pés o remate decisivo e não tremeu, fez o 4-2 e garantiu a subida da equipa de Vila Franca à II Liga. A festa foi grande no relvado, nas bancadas e, depois, nas ruas da cidade.

Saiba mais na Edição impressa de 19 de Junho do Voz Ribatejana

anuncio-ajustado.jpg
cartaz_mupi_grcbr-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheitas julho 2024 PSIRIA.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

bottom of page