• Jorge Talixa

120 mil reclamam medidas para as farmácias


Uma petição com 120 mil assinaturas que reclama medidas para salvaguardar as mais de 600 farmácias do País em dificuldades foi entregue, esta terça-feira, na Assembleia da República. “Salvar as Farmácias, Cumprir o Serviço Nacional de Saúde” é o lema da maior petição entregue no Parlamento nesta legislatura. A iniciativa pretende “salvar da falência” as cerca de 25% das farmácias portuguesas que enfrentam processos de penhora

e/ou de insolvência. De acordo com a ordem dos farmacêuticos, este problema afecta sobretudo as regiões mais desfavorecidas e mais despovoadas do País e a petição reclama medidas de igualdade de direitos no acesso a estes serviços de saúde. “Queremos que o Governo perceba que pretendemos um acordo profissional, para garantir acesso igual ao medicamento e a serviços farmacêuticos em qualquer ponto do território”, justifica a

bastonária dos farmacêuticos, Ana Paula Martins, que estima eu cerca de 680 farmácias enfrentem, nesta altura, problemas financeiros graves. “Uma em cada quatro farmácias está em risco de fechar”, alerta, por seu turno, o bastonário da Ordem dos Médicos. E, sublinha, “são as farmácias nas regiões mais desfavorecidas, mais periféricas, em que o acesso aos cuidados de Saúde já é mais difícil”, disse Miguel Guimarães para justificar a

assinatura da petição. A iniciativa contou com a adesão das diversas ordens profissionais da área da saúde (médicos, dentistas, farmacêuticos, enfermeiros) e de representantes do setor do medicamento como a Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica e Associação de Distribuidores Farmacêuticos. A Plataforma Saúde em Diálogo (reúne associações de doentes e de consumidores) também aderiu.

Saiba mais na Edição impressa de 24 de Abril do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações