top of page
voz_ribatejana_25abril_comemor.municip.27x4cm.jpg
CMB 252x115-2.jpg
Banner Salvaterra 25.jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

PJ detém viúva de Luís Grilo e alegado amante


A viúva de Luís Grilo e um oficial de justiça com quem manteria, alegadamente, uma relação extraconjugal, foram detidos ontem pela Polícia Judiciária. De acordo com a PJ, serão responsáveis pela morte de Luís Miguel Grilo, dado como “desaparecido” a 16 de Julho, mas que, de acordo com os investigadores, terá morrido na véspera, em casa, com um tiro na cabeça. Os detidos serão conduzidos amanhã a Tribunal para primeiro interrogatório, onde serão determinadas as medidas de coação. Segundo um comunicado da PJ, a viúva (43 anos) do engenheiro informático e triatleta que residia nas Cachoeiras e um oficial de justiça de 42 anos foram detidos

porque sobre eles recaem “fortes indícios da prática de crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e detenção de arma proibida”. A investigação da Judiciária “apurou que os factos terão ocorrido no passado dia 15 de julho, tendo a vítima sido atingida por um disparo de arma de fogo na caixa craniana, o qual lhe terá provocado a morte”. O “desaparecimento” participado pela esposa da vítima terá sido, por isso, encenado para procurar desviar as atenções das autoridades. Certo é que nas semanas seguintes, amigos, familiares, GNR e PJ desenvolveram inúmeras acções procurando localizar Luís Grilo e foram mesmo colocados ‘outdoors’ em diversos

pontos da região. A PJ recorda que o corpo só foi encontrado e identificado no dia 24 de Agosto, no concelho de Avis, próximo da localidade de onde é originária a viúva. “As diligências efetuadas pela Polícia Judiciária, com a relevante contribuição do Laboratório de Polícia Científica, permitiram concluir pelo envolvimento de ambos os detidos, os quais mantinham uma relação próxima. Foi recuperada a arma de fogo presumivelmente utilizada na prática do homicídio, bem como foram recolhidos e apreendidos outros elementos de relevante valor probatório”, acrescenta a PJ. Ao que tudo indica, o crime terá sido consumado na moradia das Cachoeiras onde o casal residia, na noite anterior à divulgação do suposto desaparecimento.

Saiba mais na Edição impressa de 3 de Outubro do Voz Ribatejana

Tags:

300x250px_banner.png
Bombeiros VFX2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheita 16 de abril ESFC vs.jpg
bottom of page