• Jorge Talixa

Prejuízos nas vinhas podem chegar aos 70 por cento


As temperaturas recorde que se verificaram na região e no país nos primeiros dias de Agosto causaram perdas graves na agricultura, especialmente no sector da vinha. No concelho de Arruda dos Vinhos há produtores que calculam perdas da ordem dos 70 por cento. A Câmara vai pedir uma reunião urgente ao ministro da Agricultura. Com temperaturas que, no dia 4, chegaram aos 43/44 graus na região, muitas plantas não resistiram. Sobretudo na vinha, os prejuízos são evidentes, com muitos cachos secos e produções em grande parte perdidas. Há mesmo

regiões do país onde alguns viticultores prevêem que não valerá a pena fazer a vindima. Arruda dos Vinhos e Alenquer são dois dos concelhos da região com maior tradição na viticultura. A Câmara arrudense já abordou o problema, reuniu na quinta-feira com produtores e com um representante da Comissão Vitivínicola Regional e vai pedir uma reunião urgente ao ministro da Agricultura. André Rijo, presidente da edilidade arrudense, diz que alguns produtores estimam perdas/prejuízos da ordem dos 70 por cento. “Começa a ser muito sensível uma

quebra de produção. Estamos preocupados e a acompanhar a situação. Esta situação pode comprometer significativamente a produção de 2018. Vamos avaliar e vamos pedir uma reunião urgente com o senhor ministro da Agricultura para tentar encontrar mecanismos de apoio, para que este impacto seja minimizado”, explicou o autarca de Arruda dos Vinhos.

Saiba mais na Edição impressa de 22 de Agosto do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações