• Jorge Talixa

Arruda quer mais segurança nas largadas de toiros


A Câmara de Arruda dos Vinhos aprovou, esta semana, um conjunto de normas para reforço da segurança nas largadas de toiros que se realizam, anualmente, em Agosto, no âmbito das Festas em Honra de Nossa Senhora da Salvação. O documento prevê o aprofundamento das vistorias do recinto e a proibição de incitamento do toiro para o exterior, entre outras medidas. Na sequência do caso da fuga de um toiro envolvido na largada realizada a 16 de Agosto do ano passado no tradicional recinto do centro da vila, o Município criou um grupo de trabalho que, entre outras recomendações,

sugeriu a criação de um manual que melhorasse as regras de segurança destes eventos. O “normativo” resultante desse trabalho foi, agora, aprovado e vai ser implementado nas Festas de 2018 a título experimental, podendo depois evoluir para regulamento. A sua preparação envolveu, para além dos serviços municipais e do comandante operacional concelhio, representantes da GNR, das tertúlias arrudenses e da ganadaria local. Entre as medidas previstas destaca-se a constituição de uma comissão de vistorias que, antes do início de cada largada, vistoriará o recinto e as onze tertúlias móveis habitualmente ali colocadas.

Serão, também, afixados editais com alertas a ter em conta, sobretudo relacionados com alterações a algumas tronqueiras, e será proibido o incitamento do toiro para o exterior. Prevê-se, igualmente, a instalação de um sistema de som que, mediante corte de corrente, permita passar uma mensagem sonora para o recinto, inutilizando temporariamente toda a propagação sonora emitida pelas tertúlias. O sistema de lançamento de morteiros de aviso para saídas dos toiros também deverá ser alterado. A Câmara de Arruda promete “envidar todos os esforços para que as largadas de 2018 decorram na máxima segurança”

e apela à boa compreensão e colaboração de todos os intervenientes “de modo a prestigiar e dignificar esta tradição com toda a responsabilidade”. Recorde-se que a fuga do toiro na tarde de dia 16 de Agosto originou fermentos em quatro pessoas, incluindo um bebé, e danos em mais de 20 viaturas. A companhia seguradora assumiu indemnizações aos lesados num montante total superior a 25 de mil euros.

Saiba mais nas edições impressas de 18 de Julho e 1 de Agosto do Voz Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações