• Jorge Talixa

Utentes denunciam “situação calamitosa” na saúde


Uma delegação das estruturas representativas dos utentes de saúde da região reuniu, recentemente, com conselho de administração do Hospital de Vila Franca de Xira e com a directora executiva e o conselho


clínico do ACES Estuário do Tejo. Em comunicado conjunto reclamam medidas do Governo para a contratação de mais médicos, mas admitem que, pelo que lhes foi dito, a situação poderá ainda piorar nos


próximos meses. “As reuniões decorreram num clima construtivo, de lealdade, sinceridade, abertura e foram consideradas positivas pelas partes”, sublinha o comunicado das organizações de utentes,


frisando que foi salientado que há, nesta altura, nos cinco concelhos da área do ACES do Estuário do Tejo (Alenquer, Arruda, Azambuja, Benavente e Vila Franca), cerca de 70 mil utentes sem médico.


“Como resultado, estes utentes recorrem às Urgências dos Hospitais como se aquelas fossem unidades de saúde locais já com agravamentos das suas doenças, congestionando estes serviços,


aumentando os custos e o sofrimento”, lamentam as comissões de utentes, admitindo que, nestas reuniões, receberam “a informação sincera de que não só não se vislumbravam soluções a breve prazo como se prevê


que a situação se agrave”. “Todos sabemos que as soluções passam obrigatoriamente por mais e melhor investimento no Serviço Nacional de Saúde. Por isso, os utentes exigem da tutela a valorização dos


profissionais e das suas carreiras e a tomada de todas as medidas para garantir a contratação de médicos”, concluem, prometendo encetar acções de luta nos próximos meses.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações