• Jorge Talixa

UDV empata na Covilhã com golo aos 27 segundos


O jogo não podia ter começado melhor para a União Desportiva Vilafranquense que, logo na primeira jogada de ataque, inaugurou o marcador. Mas a vantagem parece ter retraído os ribatejanos, que não repetiram as boas exibições dos últimos jogos. O empate final na Covilhã, na tarde de domingo,


acaba por ser um bom resultado. Os ribatejanos pressionaram alto, conquistaram a bola e Belkheir, solicitado em profundidade pelo centro da defesa, isolou-se e não se fez rogado. À saída do guarda-redes do Covihã, atirou para o fundo da baliza e facturou o 0-1. Estavam passados apenas 27 segundos de jogo e este será,


certamente, um dos golos mais rápidos do campeonato. Mas o golo madrugador não terá feito bem à equipa de Vila Franca de Xira. O onze inicial escolhido por Filipe Gouveia foi o mesmo da vitória frente ao Nacional e os primeiros 20 minutos da partida foram equilibrados. O Covilhã só criava algum perigo em jogadas de bola


parada e o Vilafranquense apostava no controle de jogo a meio campo. Ao minuto 24, na sequência de um pontapé de canto, os serranos estiveram perto da igualdade. E, cinco minutos depois, na sequência de um livre descaído para a esquerda, Lucas Barros bombeou a bola para a área e o central brasileiro Helitão saltou


mais alto e fez o golo do empate. Para o segundo tempo, Filipe Gouveia decidiu mudar a estrutura da equipa e fez entrar Nenê e o recente reforço Lumeka para os lugares de Fati e de Leo Cordeiro. Nuno Rodrigues recuou para o meio campo. A estratégia vila-franquense não produziu, no entanto, grandes resultados.


Os ribatejanos mostravam um jogo algo “embrulhado” e foram perdendo, progressivamente, o controle do meio-campo. Filipe Gouveia percebeu isso e fez entrar de uma assentada André Ceitil e Jaquité, para os lugares de Dioh e de Nuno Rodrigues. Os minutos finais foram de algum domínio do Covilhã,


mas sem criar grande perigo e o empate manteve-se até final. Um bom resultado para o Vilafranquense, no campo de um adversário directo na luta pela manutenção, mas a equipa ribatejana esteve bastantes furos abaixo das boas exibições anteriores. Na próxima jornada, o Vilafranquense recebe o Mafra.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações