top of page
banner_voz_ribatejana(5).jpg

press to zoom

press to zoom
1/1
  • Jorge Talixa

Sócios do Vilafranquense decidem criar novo clube


Com 124 associados presentes, a assembleia-geral da União Desportiva Vilafranquense (UDV) reuniu, na quinta-feira, em sessão extraordinária para apreciar propostas decisivas para o futuro do clube. A criação de uma nova colectividade “herdeira” de boa parte da actividade da UDV e a “transmissão” da participação de 10 por cento na sociedade anónima desportiva (SAD) do futebol foram aprovadas por maioria.


Tal como na sessão anterior, a comunicação social regional ficou à porta e a comissão administrativa da UDV não permitiu que os jornalistas assistissem à assembleia. Exactamente um mês depois da sessão suspensa pelo “chumbo” da ordem de trabalhos, a assembleia-geral da União Desportiva Vilafranquense (UDV) voltou a reunir na noite de dia 15.


No pavilhão José Mário Cerejo estiveram 124 sócios (mais cerca de 40 do que na sessão anterior), boa parte dos quais inscritos muito recentemente na colectividade de Vila Franca de Xira e com ligações à SAD do futebol. Tal como “exigido” pelos sócios na sessão anterior, foram apresentados relatórios e contas dos anos de gestão da actual comissão administrativa (2019 a 2021) e os resultados até são bastante positivos, inclusivamente com um saldo de 3 mil euros no exercício de 2021.


As contas acabaram, assim, aprovadas, sem votos contra, com 13 abstenções e 111 votos favoráveis. Seguiu-se um dos pontos mais controversos e a discussão arrastou-se por mais de 1 hora. A ordem de trabalhos previa a deliberação sobre a “transmissão” da participação de 10 por cento que a UDV ainda detém na União Desportiva Vilafranquense Futebol SAD “a favor da accionista maioritária Números Mouriscos-Unipessoal, Lda”.


Depois de muita discussão, a proposta de “transmissão” dos 10 por cento de participação na SAD acabou aprovada com 90 votos favoráveis, 29 votos contra e cinco abstenções. Os pontos 3 e 4 da assembleia de dia 15 previam deliberações sobre “a suspensão de parte, ou da totalidade, da actividade desportiva da União Desportiva Vilafranquense” e sobre “a constituição de uma nova associação desportiva, herdeira da UDV, com o propósito de dar continuidade” à actividade desportiva do clube.


Sem grande discussão (a assembleia demorou menos de duas horas), o ponto 3 foi aprovado com 104 votos favoráveis, 12 contra e oito abstenções. Já o ponto 4 foi aprovado com 106 votos favoráveis, sete contra e onze abstenções.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Banner VozRibatejana_178x66mm_AF(2).jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site
300x250.jpg
14878_IMT_Voz Ribatejana_300x250.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

press to zoom

press to zoom
1/1

VR Solidário

Cartazes datas JAN 2023.jpg

Contador de Visualizações

bottom of page