• Jorge Talixa

Plataforma logística inaugurada na Castanheira do Ribatejo


Treze anos depois do lançamento do projecto, a Plataforma Logística de Lisboa-Norte (PLLN) foi inaugurada, esta terça-feira, na Castanheira do Ribatejo. Depois de quase 12 anos de impasse, o complexo foi adquirido pelo grupo espanhol Merlin Properties, que concluiu, agora, a construção da primeira nave logística. A procura, garantem os promotores, é grande e na calha está já a construção de uma segunda nave de 45 mil


metros quadrados. A Merlin Properties, que comprou cerca de 75 por cento da PLLN em 2019, já investiu 27 milhões de euros no complexo logístico e anuncia que o investimento global na plataforma poderá ser superior a 150 milhões de euros. Para já, a primeira nave está “totalmente preenchida” e já há operadores logísticos internacionais interessados na segunda. Na cerimónia inaugural, Alberto Mesquita,


presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, observou que este era um dia “extremamente gratificante”, depois de tanto tempo de espera pelo desenvolvimento da PLLN. “Todos sabemos que não foi um processo fácil e o impacto que a deslocalização do aeroporto previsto para a Ota e a crise de 2008/2009 tiveram neste projecto. Mas sabíamos que este dia ia chegar, porque esta zona norte do concelho é o território de futuro do

desenvolvimento económico do nosso concelho”, frisou o edil vila-franquense, vincando que a Plataforma Logística de Lisboa-Norte “tem um enorme potencial de desenvolvimento e a sua importância económica a nível local, regional e nacional deve ser sublinhada”. Já Ismael Clemente lembrou que a Merlin Properties foi criada há sete anos e hoje é “a maior sociedade imobiliária da Península Ibérica”,


com edifícios de escritórios em Lisboa, Madrid e Barcelona, centros comerciais em 15 cidades e áreas logísticas de “última geração”. “Ficamos, agora, muito mais fortes com a entrada em funcionamento deste complexo logístico. Vila Franca de Xira é um concelho com forte potencial logístico e,


com esta plataforma logística, vamos servir mais de 3 milhões de pessoas de toda esta região de Lisboa. Este é o primeiro de muitos passos que queremos dar em conjunto com o Município e que se traduzirão na futura expansão da plataforma logística”, prometeu Ismael Clemente.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações