• Jorge Talixa

Obra de 1, 4 milhões renova Escola Álvaro Guerra


As obras de requalificação e ampliação da Escola Álvaro Guerra de Vila Franca de Xira foram inauguradas esta sexta-feira, numa cerimónia que contou com a participação do ministro da Educação e do presidente da


Assembleia da República. O antigo estabelecimento, também conhecido por Escola do Bacalhau, tem cerca de 160 alunos e beneficiou de um investimento de 1, 4 milhões de euros. O projecto contemplou a


remodelação do edifício existente constituído por 8 salas de aula, a remodelação geral das instalações sanitárias dos alunos e a ampliação da escola através da construção de um novo edifício,


em substituição do edifício de apoio existente, a tardoz do edifício principal. Esta construção permitiu criar um refeitório (não existia), possibilitando que os alunos passem a tomar refeições no recinto escolar. Integra,


também, salas de professores e de coordenação, copa, biblioteca e ginásio. Na área exterior foram criados novos pátios e instaladas três novas coberturas, que ampliam a área de recreio coberto. Isabel Veiga,


directora do Agrupamento de Escolas Alves Redol, sublinhou que a Álvaro Guerra “é uma escola de referência que já conheceu inúmeras gerações e que reúne, agora, mais e melhores condições para

desenvolvermos um trabalho de qualidade”. Já Fernando Paulo Ferreira, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, salientou que a Álvaro Guerra “é uma escola verdadeiramente icónica para a cidade.


Foi inaugurada na década de 40 do século passado e na ‘Escola do Bacalhau’ aprenderam milhares de crianças, acompanhadas por centenas de professoras, professores e pessoal não docente”,


frisou o autarca do PS, realçando as melhorias proporcionadas por esta intervenção, numa escola virada para o futuro. Fernando Paulo Ferreira aproveitou, também, a presença do ministro João Costa para sensibilizar o


governante para as necessidades mais relevantes do parque escolar concelhio. “A primeira prioridade é, sem dúvida, a Escola dos 2º. e 3º. Ciclos e Secundária de Vialonga. Prioritárias são também as obras nas EB


2.3 Soeiro Pereira Gomes de Alhandra e Aristides Sousa Mendes da Póvoa de Santa Iria e das secundárias do Forte da Casa e Alves Redol de Vila Franca de Xira”, observou o presidente da Câmara vila-franquense.


Na sua intervenção, o ministro João Costa elogiou o trabalho educativo desenvolvido em Vila Franca, mas não se referiu aos investimentos necessários nas escolas do concelho.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações