• Jorge Talixa e Joel Balsinha

Misericórdia com 108 infectados e três internados


O surto de covid-19 nos dois lares da Misericórdia de Vila Franca de Xira já afectou 73 utentes e 38 funcionários. A grande maioria não tem sintomas da doença e três utentes, com dificuldades respiratórias e outras patologias graves, foram internados nos últimos dias. A instituição acionou todos os mecanismos do seu plano de contingência, separou os utentes infectados dos não infectados e deverá contar,


a partir de sábado, com o reforço de uma brigada de apoio da Cruz Vermelha. O primeiro caso positivo foi detectado no dia 7, quando uma funcionária manifestou alguma febre e indisposição. As autoridades de saúde foram alertadas e, de acordo com Armando Jorge de Carvalho, a unidade de saúde pública mandou testar, no dia 8, todos os utentes e funcionários dos dois lares da instituição,


num total de cerca de 180 pessoas. “No sábado começaram a surgir os primeiros resultados, havia alguns positivos, mas eram poucos. No domingo apareceram mais alguns resultados, mas ainda hoje (dia 15) não apareceram todos os resultados da primeira leva de testes. Na segunda-feira, voltámos a contactar a saúde pública, explicámos que não havia resposta para todos e a saúde pública mandou testar tudo outra vez”,


constata Armando Jorge de Carvalho, frisando que foi já meio desta semana que foi conhecida a maior parte dos testes positivos. Uma situação que, no seu entender, atrasou uma resposta mais adequada à situação. Nesta altura, no lar mais recente da Misericórdia de Vila Franca há 71 utentes e 37 funcionários infectados e no lar mais antigo dois utentes e uma funcionária infectada. Quer num caso,


quer noutro as pessoas infectadas e as não infectadas estão devidamente separadas. “Temos três pessoas internadas, são pessoas já com muita idade e com patologias associadas graves”, acrescenta Armando Jorge de Carvalho, vincando que a instituição sempre fez tudo


o que está ao seu alcance para controlar a situação e que, em nove meses, registara apenas dois casos de infecção entre funcionários. “A Câmara de Vila Franca tem sido impecável e está tudo a ser feito de acordo com as orientações das autoridades de saúde”, conclui.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana


Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações