top of page
banner_178 x66 mm_Voz Ribatejana_compressed-page-001_edited.jpg
festival-arroz-carolino-2024.png
XiraSoundFest24_Voz Ribatejana_17,8x6,6cm(1).jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Ministro da Saúde promete medidas a autarcas de Vila Franca


O ministro da Saúde prometeu tomar rapidamente algumas medidas com reflexo no problema da falta de médicos de família no concelho de Vila Franca de Xira. Reunido na terça-feira com os presidentes da Câmara e das seis juntas de freguesia do concelho, Manuel Pizarro afiançou que algumas dessas medidas acontecerão já até final de Abril.


Já hoje, o ministro anunciou a contratação de mais 200 médicos nos próximos meses, mas só no concelho de Vila Franca faltam 40 médicos de família. Realizada a pedido dos autarcas vila-franquenses, a reunião de terça-feira teve como objectivo debater os problemas de funcionamento nos centros de saúde e no Hospital de Vila Franca de Xira.


Fernando Paulo Ferreira, presidente da edilidade vila-franquense, explicou, esta quarta-feira, que vai ser feita uma auditoria ao funcionamento dos centros de saúde da região e que, até final de Abril, a tutela da saúde deverá “preparar um conjunto de medidas para o nosso território, para tentar colmatar as dificuldades geradas pela falta de médicos de família”.


Fernando Paulo Ferreira acrescentou que procurou fazer sentir ao governante que não fará sentido tomar medidas que restrinjam os horários de funcionamento das urgências pediátrica e de obstetrícia do Hospital de Vila Franca, tendo em conta que população mais jovem tem vindo a sair da cidade de Lisboa para fixar residência nestes concelhos da periferia e que a maternidade de Vila Franca também é procurada por utentes de concelhos vizinhos situados já fora da área de influência do Hospital.


A oposição camarária não se mostrou, todavia, convencida com estas informações. Nuno Libório, vereador da CDU, observou que o PS “é useiro e vezeiro” nesta estratégia de criar expectativas para medidas que, depois não se concretizam.


O eleito da CDU lembrou que o concelho de Vila Franca já tem mais de 66 mil utentes sem médico atribuído e que só a União de Freguesias da Póvoa e do Forte da Casa (onde decorreu a reunião) tem mais de 27 mil habitantes sem médico. Já Barreira Soares, vereador do Chega, lamentou que os eleitos do PS venham agora constatar que há problemas, quando os socialistas estão no governo há 8 anos e na gestão da Câmara há 25 anos.


O autarca do Chega criticou, também, a forma como foi chumbada a proposta que apresentou de sensibilização do Governo para a requisição civil de médicos para os centros de saúde de Alhandra e do Forte da Casa, que actualmente não têm nenhum clínico colocado.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Comments


03_Eleicoes_Europeias_Imprensa_Digital_Regional_300x250.jpg
15 Caminhada Amor do Peito-page-001-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Cartaz 24 de maio vs.jpg
bottom of page