top of page
banner_178 x66 mm_Voz Ribatejana_compressed-page-001_edited.jpg
festival-arroz-carolino-2024.png
XiraSoundFest24_Voz Ribatejana_17,8x6,6cm(1).jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Mau tempo origina 27 ocorrências em Vila Franca


A chuva intensa, acompanhada por vento forte, que se verificaram na madrugada e durante o dia de segunda-feira originaram 27 ocorrências no concelho de Vila Franca de Xira. Houve inundações e quedas de árvores e de muros e uma das situações mais graves foi a destruição da ponte de acesso ao cais de embarque do bairro de pescadores avieiros de Vila Franca.


O vento e a pressão das águas do Tejo arrancaram a parte inferior da ponte, construída com estrutura metálica e passadiços de madeira, inviabilizando completamente o acesso à plataforma flutuante onde a comunidade de pescadores faz habitualmente cargas e descargas e trabalhos de limpeza e reparação dos barcos.


Fernando Paulo Ferreira, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira disse, já esta quarta-feira, que técnicos da autarquia estiveram no local na terça-feira e que, já hoje, uma empresa especializada faria a avaliação das medidas necessárias.


Entretanto, o edil já conversou com o presidente da comissão administrativa da União Desportiva Vilafranquense, com quem acertou a possibilidade de, transitoriamente, os pescadores poderem acostar os barcos na marina do clube, junto ao Jardim Municipal.


“O cais dos avieiros de Vila Franca vai necessitar de uma intervenção de fundo e pedi ao presidente da UDV autorização para que o aparcamento das embarcações avieiras posa ser feito na marina, o que foi imediatamente aceite. As intempéries vieram para ficar e está previsto um novo agravamento para quinta-feira.


Devemos tomar todas as cautelas, retirando estruturas de risco atempadamente”, alertou Fernando Paulo Ferreira, referindo que a noite de domingo para segunda-feira foi uma noite de “grande trabalho” para bombeiros, forças de segurança e protecção civil, registando-se 27 ocorrências no território do concelho.


José João Oliveira (CDU) e David Pato Ferreira (coligação Nova Geração) abordaram o tema dos danos verificados no acesso ao cais do bairro avieiro. O eleito da CDU lembrou também o estado de degradação da ponte e da zona envolvente das arrecadações do bairro de pescadores avieiros.


“Desde há muito que temos vindo a falar sobre isso e acontecem situações que não deviam acontecer”, salientou José João Oliveira. Fernando Paulo Ferreira reafirmou que a empresa já contactada pela Câmara vai apontar “o nível de intervenção que é preciso fazer” no acesso ao cais do bairro avieiro e que até lá os barcos podem acostar na marina.

Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Comments


03_Eleicoes_Europeias_Imprensa_Digital_Regional_300x250.jpg
15 Caminhada Amor do Peito-page-001-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Cartaz 24 de maio vs.jpg
bottom of page