top of page
voz_ribatejana_25abril_comemor.municip.27x4cm.jpg
festival-arroz-carolino-2024.png
XiraSoundFest24_Voz Ribatejana_17,8x6,6cm(1).jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

Festas com orçamento curto dinamizam Alhandra


As Festas Populares e de São João de Alhandra realizam-se em dois fins-de-semana consecutivos de Junho, como é tradicional, e voltam a apostar forte na animação, nas associações e na gastronomia local. Com um orçamento curto que não pode ultrapassar os 25 mil euros, a Junta de Freguesia procura dinamizar a festa com alguma imaginação.


Para além de grupos locais e de sete tasquinhas asseguradas por colectividades da União de Freguesias realce para os “Mercados de São João” e para a procissão de barcos no Tejo. Alhandra está em festas nos fins de semana de 16 a 18 e de 23 a 25 de Junho, com as tradicionais Festas Populares e de São João.


Centradas na frente ribeirinha da vila, as festas anuais procuram mobilizar o movimento associativo local, que apresenta os seus agrupamentos culturais e algumas actividades desportivas e gere sete tasquinhas gastronómicas.


Realce, também, para o concerto da Banda da Sociedade Euterpe Alhandrense (18 de Junho), para a festa de final de ano lectivo da Associação de Promoção Social de Alhandra (17 de Junho), para a concentração de vespas (25 de Junho) e para os “mercados de São João” (dias 24 e 25).


Na componente religiosa, a Procissão em Honra de São João Baptista percorre as ruas da vila e o troço local do Tejo, na noite de dia 25. “As festas vão ter o mesmo cariz. Fazemos a nossa festa com o nosso movimento associativo.


São as nossas colectividades que promovem as tasquinhas e que promovem os stands de actividades. Este ano temos sete tasquinhas gastronómicas, seis de colectividades de Alhandra e uma do Clube de Trancoso, que é para nós uma grande alegria que também esteja presente”, sublinha Mário Cantiga, presidente da Junta da União de Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz, frisando que “o orçamento não nos permite ir contratar grandes artistas.


São os artistas maravilhosos que nós conseguimos contratar que vão fazer a nossa animação. São artistas à nossa escala”, sublinha o autarca eleito pelo PS, vincando que o orçamento da festa não poderá ultrapassar os 23 a 25 mil euros e que cerca de 12 mil vão para aluguer das stands onde estarão as tasquinhas e um número significativo de expositores.


Mário Cantiga defende, contudo, que a Câmara de Vila Franca de Xira poderia apoiar estas festas das freguesias. “Não quer dizer que fosse em dinheiro, mas considerando que o Colete Encarnado é a grande festa do concelho, se calhar seria possível a Câmara dialogar com os agentes de artistas e conseguir, no mesmo pacote, ter alguns que fossem a Alhandra, a Alverca e a outras festas do concelho”, sugere.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana


Comments


300x250px_banner.png
15 Caminhada Amor do Peito-page-001-2.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Cartaz 24 de maio vs.jpg
bottom of page