• Jorge Talixa

Empate complica aspirações de subida do Alverca


Nada está perdido, mas o empate caseiro, a um golo, frente à União de Leiria, deixa o Alverca “obrigado” a ganhar no terreno do adversário para seguir em frente no play-off de subida à II Liga. Os alverquenses mostraram duas faces no jogo do passado sábado (como tem acontecido noutras partidas). Superiorizaram-


se no primeiro tempo, ganharam vantagem, mas “adormeceram” na segunda metade, não souberam segurar a vantagem e partem para Leiria numa situação complicada. No jogo de sábado, o primeiro tempo foi jogado com algum equilíbrio, mas com o Alverca a pressionar mais e a jogar mais tempo no meio-campo adversário.


Foi assim que, ao minuto 25, pressionado pelos ribatejanos, o defesa Beni cometeu um erro de palmatória e meteu a bola nos pés de Jonata Bastos que, à entrada da área, não se fez rogado e inaugurou o marcador. O jogo continuou dividido, com a União de Leiria a tentar reagir e o Alverca a mostrar-se mais perigoso no


ataque. Mas alguma coisa mudou para o segundo tempo, o Alverca jogou mais na expectativa e sem criar grande perigo e a União de Leiria passou a ameaçar mais. Ao minuto 65, o técnico Argel Fuchs tentou mexer com o jogo fazendo entrar Felipe Ryan para o lugar do “apagado” Ricardo Rodrigues. Respondeu a União de


Leiria com as entradas de Diogo Amado e de Renato Alexandre. E ao minuto 72, um livre directo muito contestado pelos alverquenses acabou por mudar o rumo do jogo. À entrada da área, o experiente Babanco fez a bola tornear a barreira e entrar junto ao poste direito, sem hipóteses para o guardião José Costa.


Até final o jogo manteve-se repartido, mas sem grandes oportunidades de golo e as decisões, como já se previa, ficaram guardadas para o jogo do próximo domingo, em Leiria.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações