• Jorge Talixa

Alenquer ficou perto de eliminar Porto da Taça


O Sport Alenquer e Benfica esteve muito perto de protagonizar a maior surpresa da edição 2021/22 da Taça de Portugal de Hóquei-em-Patins. A equipa alenquerense recebeu o líder do Campeonato Nacional e chegou a estar a vencer o Futebol Clube do Porto por 7-3. Nos últimos minutos,


os portistas conseguiram chegar ao empate e forçaram o prolongamento, onde foram mais fortes. Depois de já ter eliminado duas equipas do escalão principal (Marinhense e Hóquei de Braga), o Alenquer e Benfica, que disputa a Zona Sul da II Divisão, recebeu, este sábado, o Futebol Clube do Porto,


uma das mais apetrechadas equipas do panorama nacional e mesmo da Europa, com internacionais portugueses, argentinos, espanhóis e franceses no seu plantel. O jogo encheu o Pavilhão Municipal de Alenquer e começou da melhor maneira para a equipa da casa, que inaugurou o marcador logo aos 26


segundos por intermédio de Mário Rodrigues (Marinho). A equipa de Alenquer continuou a mostrar-se segura na defesa (boa exibição do guardião Igor Alves) e a criar bastante perigo, sobretudo em jogadas rápidas de contra-ataque. Ao minuto 12, Marinho desviou à boca da baliza e fez o 2-0.


O Porto respondeu logo a seguir com o 2-1, mas Francisco Contins (Kiko) fez o 3-1 para o Alenquer ao minuto 17. A toada de parada e resposta manteve-se e a partida chegou ao intervalo com 4-2 para o Alenquer e Benfica. No arranque da segunda parte, o Porto mostrou-se mais agressivo com o objectivo de


reduzir a desvantagem, mas foi o Alenquer a fazer o 5-2, novamente por intermédio de Kiko. O Futebol Clube do Porto ainda reduziu, mas o Alenquer revelou muita qualidade e chegou aos 7-3 com golos de Kiko e Marinho (marcaram os sete golos da equipa). Faltavam 15 minutos para o final e o cenário de surpresa


pareceu possível. Mas os portistas não baixaram os braços e aproveitando o maior desgaste do Alenquer, com menos soluções no banco, foram reduzindo paulatinamente. A 5 minutos do fim fizeram o 7-6. Dois minutos depois, Kiko esteve perto do 8-6 e, na resposta,


o Porto empatou por intermédio de Di Benedeto. Seguiu-se o prolongamento e aí o Porto foi mais forte, chegando ao 7-10 final. Apesar de ter caído na praia, o Alenquer demonstrou que tem equipa para outros voos.


Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana


Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações