Quatro utentes com teste positivo na AHCMA

30/04/2020

Todos os funcionários da Associação do Hospital Civil e Misericórdia de Alhandra (AHCMA) voltam, esta sexta-feira, a ser submetidos a novos testes à covid-19, visto que quatro dos 118 utentes agora testados deram resultado positivo. A mesa administrativa da instituição mostra-se serena e confiante no evoluir da situação, garantindo que tudo

 

está a ser feito para minimizar o impacto da pandemia. Os testes realizados no princípio do mês aos funcionários da AHCMA tinham dado todos resultado negativo, mas esta nova leva de testes já tinha sido por diversas vezes questionada e pedida pelo provedor da instituição, o que coincidiu também com a recente ação anunciada pelo

 

presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita, que decidiu avançar com testes a colaboradores e utentes em todos os lares do concelho. "Existem quatro utentes que deram positivo no momento. Foi acionado todo o processo que nós já tínhamos elaborado através do plano de contingência e que foi implementado. Estamos

 

serenos, seguros e confiantes e, fundamentalmente, conscientes da situação. Já tínhamos feito todo o trabalho anterior para poder minimizar uma situação destas, caso viesse a acontecer. Podemos tranquilizar toda a gente de que tudo está a ser feito. As pessoas estão assintomáticas. Não sabemos como o vírus ali entrou. Vão ser feitos na

 

sequência disto tudo novamente testes a todos os colaboradores, porque todos tinham dado negativo. É necessário ver se entre o período em que foram feitos e o atual o que aconteceu”, salienta José Alves, provedor da AHCMA, em declarações ao Voz Ribatejana. “Estamos otimistas, no final de contas, porque estamos a seguir todos os

 

meios que as organizações nos mandaram fazer e como tal esperemos que tudo acabe bem", acrescentou José Alves, frisando que “os casos detetados estão em dois setores distintos, o que nos deixa mais admirados com o processo e foram colocados no isolamento preparado para acontecimentos desta natureza. Os colaboradores ao

 

saberem foram inexcedíveis. Não terei palavras para dizer a força, o trabalho e o ânimo de poderem colaborar nesta situação. Eles prontificaram-se logo a ficar lá esta noite, além das doze horas, continuaram a desempenhar as suas funções durante a noite e vão continuar. O ânimo é bastante positivo. As pessoas têm receio. Só um inconsciente

 

é que não terá, mas eles sabem bem o que estão a fazer e a dar o melhor possível. Todos podem ficar descansados porque por parte dos colaboradores há muita entreajuda e solidariedade", sublinhou. A AHCMA ainda não tem o resultado de 53 utentes, entre os 118 testados dos três sectores A, B e C, dos quais para já quatro

 

deram positivo. O lar aguarda pelo desfecho dos restantes diagnósticos para saber com o que pode contar daqui por diante e como atuará. "Hoje vão ser feitos novamente testes a todos os colaboradores e só perante esta situação é que poderemos atuar e mapear tudo para podermos ver se alguém contraiu o vírus e se transmitiu lá para

 

dentro e o isolarmos e voltarmos à normalidade. Ninguém se queixa de nada. Os quatro utentes estão assintomáticos. Estão isolados. Se não tivéssemos feito os testes não teríamos detetado nada pois nenhum deles tem qualquer sintoma", afirmou, pedindo para que, na medida do possível, “a comunidade fique calma. Nunca iremos esconder

 

nada. Não devem de entrar em pânico. Podem estar convencidos que os funcionários que lá temos, a câmara municipal, as unidades de saúde, ligadas a nós constantemente, nos apoiam caso haja algo mais do que aquilo que sabemos e temos. É algo grave. Porém, estes casos estão dominados. Sabemos o que está a acontecer.

 

Estamos à procura de algumas coisas. Pensamos que temos todos os meios, se ela não progredir de outro modo. Como temos atuado em conformidade com tudo aquilo que tem sido informado pelas entidades competentes e estamos a atuar. Portante estamos conscientes da situação. Está tudo calmo dentro de toda a medida possível", concluiu.

 

Saiba mais nas edições impressas do Voz Ribatejana e da Vida Ribatejana

 

Tags:

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Please reload

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Please reload

Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site
Please reload

Contador de Visualizações

© 2017 por Voz Ribatejana. Todos os direitos reservados.

Informações

Voz Ribatejana - Quinzenário regional

Sede da Redacção e Administração: Centro Comercial da Mina, Loja 3 - Apartado 10040 / 2600-126 Vila Franca de Xira Telefone geral – 263 281329

Correio Electrónico: vozribatejana@gmail.com director.vozribatejana@gmail.com redaccao.vozribatejana@gmail.com comercial.vozribatejana@gmail.com
Proprietário: Jorge Humberto Perdigoto Talixa

Editor: Voz Ribatejana, Lda

Director: Jorge Talixa (carteira prof. 2126)

Editor Multimédia: Rui Miguel Ferreira Talixa

Redacção: Carla Ferreira (carteira prof. 2127), Joel Balsinha, Hugo Clarimundo, Jesus Lourenço, Hipólito Cabaço, Paula Gadelha (cart. prof 9865)

Área Administrativa e Comercial: Isabel Pinto, Júlio Pereira (93 88 50 664), Afonso Braz (93 66 45 773), Carlos Pinto (96 44 70 639)

Assinaturas: Portugal – 1 ano (24 números) 12 euros - Resto da Europa - 1 ano 40 euros Registo de Imprensa na ERC: 125978

Impressão: Coraze
Redacção: Centro Comercial da Mina, Loja 3 2600 Vila Franca de Xira - Telefone - 263 281 329 . Telemóvel - 96 50 40 300